Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Bando sequestra vigilantes em Santos

Dois homens foram presos por render e roubar vigias que iam a São Vicente; policiais civis da Deic acharam e libertaram as vítimas

Por: Da Redação  -  18/02/21  -  23:00
Atualizado em 18/02/21 - 23:02
Policiais militares apreenderam 360 porções de drogas em Santos
Policiais militares apreenderam 360 porções de drogas em Santos   Foto: Divulgação/Polícia Civil

Dois vigilantes de uma empresa de escolta armada foram rendidos e sequestrados por bandidos, na manhã desta quinta-feira (18), em Santos. As vítimas se dirigiam para São Vicente, mas acabaram chegando a uma região periférica da Zona Noroeste de Santos após seguir a rota traçada por um aplicativo de telefonia celular. As informações são da TV Tribuna.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


O bando levou os vigilantes até o Caminho da Capela, no Rádio Clube, e os manteve reféns, sob a mira de armas de fogo, por 40 minutos.


Porém, policiais civis do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) os encontraram e resgataram, pois haviam recebido a informação de que policiais teriam sido sequestrados — na verdade, eram os vigilantes.


Antes da chegada dos policiais, os vigias tiveram os coletes e as armas roubados. Depois que os agentes os resgataram, saíram à procura dos ladrões e encontraram dois suspeitos: um jovem de 19 anos, que havia sido internado na Fundação Casa quando adolescente, por motivo de roubo; e um homem de 38, com passagens por roubo, tráfico e porte ilegal de armas.


Cuidado na rota


Os detidos foram levados ao Palácio da Polícia, para onde as vítimas haviam sido conduzidas enquanto as buscas ocorriam. Os vigilantes não se machucaram.


O delegado Luiz Ricardo de Lara Dias Júnior, titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), destacou a “intervenção rápida de policiais do Deic” e recomendou cuidado no planejamento de viagens.


“Antes da viagem, faça buscas pela internet, em sites abertos, para verificar a melhor rota para sua viagem, evitando, assim, áreas os regiões que são mais vulneráveis”, disse.


Logo A Tribuna