Bando atira na Anchieta e rouba carga de cigarros avaliada em R$ 2 milhões

Assalto ocorreu no trecho de Serra. Motorista de caminhão foi sequestrado e levado ao município de Franco da Rocha

Uma carga de cigarros avaliada em R$ 2 milhões foi roubada por uma quadrilha no trecho de Serra da Via Anchieta, no início da tarde de segunda-feira (21). O produto da Companhia Souza Cruz era transportado sem escolta por um caminhão. O veículo foi interceptado por uma caminhonete Mercedes-Benz Sprinter branca com baú prata e um automóvel Renault Duster de cor escura.

Assine A Tribuna agora mesmo por R$ 1,90 e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos!

Segundo o motorista que transportava o cigarro, ele trafegava na pista sentido Santos e foi rendido pelos criminosos logo após passar pelo segundo túnel. Para impedir eventual fuga, a Sprinter seguia à frente do veículo carregado com a valiosa carga. Simultaneamente, criminosos no Renault Duster efetuaram um disparo em uma das janelas do caminhão para forçar a sua parada.

Com 43 anos de idade e morador no Rio Grande do Sul, o caminhoneiro foi obrigado a ingressar com o veículo em uma estrada de serviço às margens da Anchieta. Na sequência, os ladrões exigiram que ele entrasse no carro da quadrilha e o levaram até uma área de mata de Franco da Rocha, município da Região Metropolitana de São Paulo. Para sair deste local, a vítima precisou caminhar por uma trilha.

O motorista disse que não chegou a sofrer violência física e alegou não ter condições de reconhecer os assaltantes, porque eles usavam toucas tipo “ninja”. O caminhão Volvo e o reboque usados no transporte do cigarro pertencem à empresa Scapini Transporte e Logística. Ela tem sede no Rio Grande do Sul e atua em mais nove estados e em países do Mercosul, como Argentina, Paraguai e Uruguai.

Por meio do sistema de rastreamento, o caminhão e o reboque foram localizados na estrada de serviço situada no km 47 da Anchieta, às 17h de segunda-feira. Eles estavam a cerca de 800 metros da rodovia. O encontro ocorreu antes de o roubo ser comunicado à Polícia Civil. Foram recuperadas 420 caixas de cigarros, o que equivale a cerca de 25% da carga. Ao todo eram transportados 78.320 maços do produto.

Com o auxílio de um representante da transportadora, o motorista foi levado de Franco da Rocha até a Delegacia de Cubatão, onde o crime foi registrado às 23h50. O celular e a carteira com dinheiro, cartões bancários e documentos da vítima foram deixados pelos ladrões na cabine do caminhão, sendo-lhe devolvidos. Pelo menos quatro homens participaram da ação criminosa. Ainda não há pistas da quadrilha.

Ocorrência do roubo foi registrada na Delegacia de Cubatão (Foto: Reprodução)
Tudo sobre: