EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

16 de Outubro de 2019

Bandido é morto ao tentar assaltar casa com pistola de brinquedo em Bertioga

Assaltante, de 21 anos, foi atingido por um investigador que estava entre as vítimas. Um menor de 17 anos, que também foi baleado, foi apreendido pela polícia

Um ladrão morreu e outro, menor de idade, foi baleado durante assalto a uma residência de veraneio no Jardim Indaiá, em Bertioga, no domingo (15) à tarde. Entre as vítimas que estavam na casa, havia um investigador de um distrito policial da Zona Leste da Capital.

Rafael Vital do Nascimento, de 21 anos, é o bandido morto. Ele empunhava uma pistola, que depois se constatou ser de brinquedo. Em 28 de setembro de 2017, o rapaz foi preso em flagrante em Bertioga por roubar uma moradia com mais três comparsas. O casal residente deste imóvel foi amarrado pelo bando.

No assalto do último domingo, segundo o turista que é investigador, um ladrão ficou na porta da casa dando cobertura a quatro comparsas que invadiram o imóvel. Destes, dois renderam as vítimas e os demais começaram a recolher os pertences delas.

Em dado momento, o investigador pediu para levar roupas para a mulher no banheiro, pois ela tomava banho. Porém, na realidade, ele quis pegar sua bolsa, na qual estavam a sua pistola e carteira funcional.

O medo do investigador era ter a sua profissão descoberta, porque os assaltantes perguntavam a todo momento se havia algum policial entre as vítimas. De posse de sua arma, o agente público disparou na direção de Rafael, que segurava a réplica de pistola.

Este acusado foi encontrado morto no quintal da casa, ao lado da arma de brinquedo. Também integrante da quadrilha, um adolescente de 17 anos levou um tiro na perna esquerda e outro no braço direito, sendo detido na rua lateral à residência.

O menor de idade foi levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital Santo Amaro, em Guarujá, onde permanece internado sob escolta policial. Inicialmente, ele informou nome falso aos policiais que atenderam a ocorrência.

Os demais ladrões fugiram e não foram identificados. Pelo menos um deles, de acordo com o investigador, portava revólver. O trio roubou apenas o celular de um dos turistas.

Segundo o delegado Fábio de Oliveira Martins Pierry, da Delegacia de Bertioga, o relato do investigador foi confirmado de forma unânime pelos demais turistas, convencendo-o de que o policial civil agiu em legítima defesa própria e de terceiras pessoas.