EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

22 de Outubro de 2019

Após ter casa invadida e furtada, família não retorna por medo em Bertioga

Ainda não se sabe quantos foram os envolvidos no crime

Uma residência foi invadida em Bertioga e teve objetos e equipamentos eletrônicos furtados. Os moradores, um casal e a filha de quatro meses, não retornaram para a casa depois do episódio, por medo. Não se sabe quantos são os envolvidos no crime e, até o momento, ninguém foi preso.

Bruna Maria Monteiro estava com a filha na casa da mãe, na quinta-feira (19), quando recebeu um telefonema do marido, dizendo que a casa deles havia sido invadida e teve cômodos revirados e objetos furtados. Foram levados um notebook, um equipamento de limpeza e um violão.

Segundo ela, os bandidos entraram na casa por uma janela, reviraram cômodos, roupas e utensílios usados para o bebê. Além disso, eles tentaram roubar um aparelho de televisão, um micro-ondas e, também, o filtro de água.

Uma vizinha de Bruna relatou que notou barulhos estranhos vindos da casa. Pela janela, ela conseguiu ver um suspeito saindo do local com o equipamento de limpeza e o violão nas costas. Ela não soube informar se havia mais de um assaltante na casa.

Desde o furto, Bruna, o marido e a filha permanecem na casa da mãe, não muito longe de sua residência. A auxiliar de cartório, que está dedicada a cuidar da filha pequena, afirmou que está com medo e que não tem data prevista para retornar ao seu lar.

O delegado titular da Delegacia Sede de Bertioga, José Aparecido Cardia, informou que as vítimas não registraram boletim de ocorrência sobre o crime. No entanto, a Polícia Civil enviou uma equipe de investigadores à casa da família para tomar as devidas providências e dar início às investigações.

Família diz ter medo e não retornou depois que casa foi invadida (Foto: Arquivo Pessoal)
Tudo sobre: