Teatro Guarany: Casa de espetáculos centenária de Santos já foi sinônimo de abandono

Fundado em 1882, imóvel permaneceu décadas abandonado após sofrer um incêndio que destruiu todo o seu interior

Com 138 anos de muitas boas histórias e culturas, o Teatro Guarany, localizado em frente a Praça dos Andradas, na cidade de Santos, já foi sinônimo de abandono no município. 

Assine A Tribuna agora mesmo por R$ 1,90 e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos!

Toda a ideia por trás do espaço foi arquitetada em 1876, quando um grupo decidiu fundar a Associação Theatro Guarany com o objetivo de construir uma nova casa de espetáculos. Foram necessários seis anos para o espaço finalmente abrir suas portas. 

Mesmo sendo um grande expoente da cultura na cidade, o teatro também abrigou manifestações abolicionistas - incluindo um discurso de José do Patrocínio -, cerimônias fúnebres, entre outros eventos ao longo de sua existência.

Com algumas décadas de existência, a casa perdeu parte da relevância com a abertura dos prédios Teatro Cassino Parque Balneário (1923) e do Coliseu (1924). Já exibindo alguns espetáculos menores, a casa passou por algumas alterações na década de 1950, como a instalação de um cinema em seu interior. 

Incêndio e abandono

Em 1981, quando estava com 99 anos de existência, o Guarany foi atingido por um incêndio que destruiu o interior do imóvel. O teatro permaneceu em ruínas por diversos anos, até que em 2003 a Prefeitura de Santos iniciou o processo recuperação do local. 

Imóvel ficou abandonado por diversos anos (Foto: Edison Baraçal/Arquivo AT)

Neste meio tempo até a revitalização, a casa havia sido leiloada pela Santa Casa em 1994. Um comerciante arrematou o imóvel por 90 mil dólares na época. 

Hoje, com quase 140 anos de existência, o importante teatro que abriu as portas da cidade para a cultura mundial segue em atividade e carrega parte importante da história municipal.

Tudo sobre: