Boulevard Chopperia: A casa de grandes shows, grandes artistas e grandes histórias

Espaço abriu em 1998 com show de Amado Batista. Artista não foi tão bem recebido na casa em 2015, quando foi agredido no local

'A Boulevard Chopperia apresenta...' Certamente você já ouviu esta frase, seja na televisão, na televisão, na rádio, ou até mesmo em cartazes que espalhados pela Baixada Santista. Por 18 anos, a casa de shows de Praia Grande reuniu os principais artistas de todas as épocas com direito a casa lotada. A Boulevard Chopperia marcou época como um dos principais centros de entretenimento da região.

Em 1998, Rogélio Alves era um empresário do ramo da construção civil, até o momento em que ele decidiu, abrir uma casa de shows em Praia Grande em um de seus imóveis. Localizada no número 1.551 da Rua Dr. Roberto Almeida Vinhas, na Vila Tupi, nasceu a Boulevard Chopperia.

Em funcionamento por 16 anos, a casa ofereceu apresentações para todos os gostos. De shows de rock a apresentações dos mais famosos funkeiros, que fizeram sucesso durante os anos 2000, além dos grupos de pagode e forró, passaram por lá.

Boulevard apresentou as grandes atrações entre 1998 e 2016 (Foto: Divulgação)

Localizada próximo à Via Expressa Sul, a SP-55, A Boulevard sempre chamava a atenção pelos cartazes e pelo movimento. Quem por ali passava, principalmente aos fins de semana, sempre tinha a atenção voltada para as pessoas que se concentravam ali para acompanhar um dos shows que a casa apresentou ao longo dos anos.

Para citar alguns nomes, Charlie Brown Jr sempre levou a energia dos mais jovens ao local, e a banda proporciou a muitas pessoas do Litoral Sul uma apresentação de Chorão. A lista de MC's é gigante: Kauan, Daleste, Duda do Marapé, Lon, Vinny, Guimê, e mais.

A Banda Calypso, ainda formada pelo então casal Joelma e Ximbinha, teve shows gravados na Boulevard Chopperia para um de seus videoclipes, lançado em 2011.

Amado Batista

O cantor e compositor Amado Batista tem seu nome marcado na história da Boulevard, tanto para o bem, quanto para o mal. Em 1998, ele foi a principal atração da inauguração da casa. Além dele, naquela ocasião, a Companhia do Pagode também se apresentou no primeiro dia de existência do local.

Ao mesmo tempo, o cantor, que por tantas vezes já se apresentou na Boulevard, teve um episódio infeliz. Em fevereiro de 2015, Amado Batista foi agredido, quando uma pessoa na platéia atirou uma pedra de gelo em sua direção, no palco.

Na ocasião, Amado Batista teria atrasado sua apresentação em mais de uma hora. Prevista para começar às 3h da manhã, a apresentação começou por volta de 4h15. Ele cantou duas músicas, interrompeu brevemente e, quando voltou, o público começou a atirar outros objetos em direção ao palco.

A pedra de gelo atingiu o rosto de Amado Batista. Um vídeo, que viralizou na internet na época, mostra o cantor apontando com a mão para a parte do rosto onde foi atingido, e sangrando. O músico então gesticulou um sinal dizendo que o show estava encerrado.

Na ocasião, através de sua assessoria, Amado Batista disse que o atraso do show foi somente de 15 minutos, ao contrário do que a casa alegava. O músico fez poucos depoimentos após o episódio. Em anos seguintes ele voltou a fazer shows na cidade, assim como a Boulevard Chopperia seguiu realizando diversas apresentações até seu fechamento, em 2016.

Local hoje abriga uma igreja (Foto: Aline Calves/Arquivo pessoal)
Tudo sobre: