Casal cria 1º roteiro de observação de morcegos do Brasil no litoral sul de São Paulo

Casal de biólogos busca eliminar o preconceito com os animais, principalmente depois da pandemia de covid-19

Responsáveis pela polinização de cerca de 500 plantas em todo o Brasil, os morcegos são animais importantes para a manutenção do ecossistema. Com a pandemia de Covid-19, estes animais receberam uma má reputação, e para desmistificar o preconceito, um casal de biólogos em Peruíbe, Litoral Sul de São Paulo, decidiu criar um roteiro de ecoturismo voltado para a observação dos morcegos.

Na Baixada Santista, são centenas de espécies, e Edson e Lourdes Ventura perceberam o potencial que os morcegos têm para atrair curiosos e turistas, inclusive estrangeiros. Assim nasceu o primeiro roteiro de observação destes animais no Brasil. “Pelo que nós vimos, não tem outro lugar no Brasil que faça isso. Tem alguns parecidos na África e na Ásia. A gente usa o comedouro das aves à noite para atrair os morcegos”, conta Edson.

Comedouro de aves acabam atraindo os morcegos (Foto: Arquivo pessoal)

O casal conta que trabalha no ramo há alguns anos, e se mudou da capital para Peruíbe para entrar em contato com a Mata Atlântica. No bairro Guaraú, próximo à Juréia, é onde o roteiro de observação de morcegos acontece. “O roteiro com os morcegos é feito praticamente na nossa casa. Nós ficamos em uma área preservada, de proteção ambiental”, diz o biólogo.

Os biólogos ressaltam que o preconceito existente com os morcegos é combustível para que eles persistam em educar sobre os hábitos destes animais. “As pessoas têm muito medo e muito preconceito com os morcegos, principalmente após a pandemia de coronavírus. A gente já tinha essa ideia de fazer o roteiro, e sentimos que era o momento para desmistificar essa imagem negativa que o morcego tem. Eles são muito importantes para a polinização e controle de pragas, e muita gente desconhece esse lado positivo. A maioria dos morcegos são frugívoros, principalmente na nossa região”, esclarece.

A bióloga Lourdes Ventura conta que, nas redes sociais da agência de ecoturismo do casal, recebem comentários negativos sobre os morcegos. “Tentamos mostrar para as pessoas que não é bem assim. Muitos animais da natureza são propícios a transmitir doenças, mas é muito raro isso acontecer.”.

Observação

Casal relata que existe preconceito em relação aos morcegos (Foto: Arquivo pessoal)

Durante o roteiro, o casal de biólogos utiliza - à noite - o mesmo comedouro que é instalado para oferecer frutas aos pássaros, que fazem parte de outro roteiro de observação. Os morcegos, então, vêm para se alimentar, momento em que grupos de no máximo quatro visitantes podem observá-los mais de perto e até tirar fotos.

“Mantemos uma certa distância para a segurança das pessoas, colocamos uma luz mais fraquinha para as pessoas tirarem foto, e isso não faz mal para eles, não atrapalha em nada. A gente orienta a nunca pegar nem chegar perto demais dos morcegos, deixamos eles à vontade. O segredo é não manusear de forma alguma”, diz Edson.

“São animais bonitos, mansos, claro que não podemos chegar muito perto, mas é possível se aproximar para ver com mais detalhes. Tem muitos estrangeiros que vêm observar, porque são animais que só temos aqui”, explica Lourdes.

O casal ainda dá a dica: O ideal é realizar o roteiro de observação de morcegos no outono e no inverno, porque a oferta de comida fica mais escassa, então os morcegos buscam o comedouro com as frutas. Na primavera e no verão, como há mais oferta de comida para eles na natureza, eles costumam 'desaparecer'.

Educação ambiental

O ecoturismo acabou virando uma forma de educar sobre os animais, seus hábitos, e o quanto eles são importantes para a manutenção do ecossistema, florestas e áreas preservadas, especialmente na Mata Atlântica, predominante na Baixada Santista. 

“A gente utiliza o ecoturismo como um agente para a educação ambiental. Como biólogos temos uma carga para passar esse conhecimento, identificar essas espécies, passamos muitas informações com o intuito de educar”, finaliza Edson.

Para mais informações sobre os roteiros, acesse os sites bioventuranajureia.com.br e bioventura.com.br.

O ideal é realizar o roteiro de observação de morcegos no outono e no inverno (Foto: Arquivo pessoal)
Tudo sobre: