No pior resultado em 17 anos, venda no comércio recua 10,3% na semana do Natal

Tombo no comércio paulista foi apurado pela Serasa Experian. Pandemia a antecipação de compras na Black Friday explicam o recuo

A breve recuperação no volume de vendas durante a Black Friday não se repetiu na semana do Natal. As tradicionais compras de final de ano amargaram um tombo de 10,3% no comparativo entre os dias 18 e 24 de dezembro de 2019 e 2020. É o que revelam os dados do Indicador de Atividade do Comércio da Serasa Experian,

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Este é o pior desemprenho já registrado na série histórica, iniciada em 2003. Na análise do fim de semana, entre 18 e 20 do último mês de 2020, a queda foi de 5,6%, com relação aos dias 20 a 22 do mesmo mês do ano anterior.  

Segundo os especialistas da Serasa Experian, o surgimento de uma segunda onda de contaminação de covid-19, que aqui no Brasil se intensificou a partir da segunda metade de novembro, avançando por todo o mês de dezembro, afugentou o consumidor das lojas. 

Além disto, parte das vendas de Natal acabaram sendo antecipadas pela Black Friday, as quais tiveram um desempenho razoável em 2020 (alta de 6,1%). 

Os números de São Paulo mostram que o tombo na semana da data comemorativa foi de 7,8%, enquanto no fim de semana, de -1,0%. 

Metodologia 

O Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio – Natal tem como base uma amostra das consultas realizadas no banco de dados da Serasa Experian. Foram consideradas as consultas realizadas no período de 18 a 24 de dezembro de 2020 e comparadas às do período de 18 a 24 de dezembro de 2019. Para o fim de semana, foram consideradas as consultas realizadas no período de 18 a 20 de dezembro de 2020 e comparadas às do período de 20 a 22 de dezembro de 2019.

Tudo sobre: