CLUBE IMPRESSO ACERVO COVID
Governo vai convidar 211 mil pessoas para estudo sobre prevalência da covid
Pesquisa do Ministério de Saúde envolve 274 municípios do Brasil
Por: Estadão Conteúdo  -  18/05/21  -  15:03
Pesquisa do ministério deve contar com a participação de 211.129 pessoas   Foto: Divulgação/Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde começou a enviar na segunda-feira (17), mensagens de confirmação por SMS e WhatsApp aos brasileiros selecionados para a Pesquisa de Prevalência de Infecção por Covid-19 no Brasil (PrevCov). O estudo vai mapear o comportamento do novo coronavírus em território nacional e deve contar com a participação de 211.129 pessoas em 274 municípios do País.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


O Ministério reforça o cuidado com a segurança dos escolhidos: nenhum dado pessoal, como CPF, RG, endereço ou conta bancária, é solicitado no texto. É apenas uma mensagem de aviso e confirmação.


Os selecionados são os mesmos que já participaram da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Covid-19), realizada em 2020 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) A previsão de conclusão do novo estudo é setembro deste ano.


Como saber se fui selecionado?


Confira o passo a passo

Você precisa ter sido um dos participantes da Pnad Covid-19, realizada em 2020;

Você vai receber uma mensagem por SMS ou WhatsApp informando que foi escolhido;

Após a mensagem, nos dias seguintes, a central do Ministério da Saúde ligará para confirmar sua participação;

Nesta ligação, a equipe fará uma breve entrevista;

Uma vez que você concorde em participar, a central fará o agendamento para ir até a sua casa e fazer a coleta.


Como vai funcionar o estudo?


Os participantes do estudo vão ser testados para identificar quem já foi infectado pelo novo coronavírus ou desenvolveu imunidade após a vacinação. Para isso, o teste indicará se há ou não a presença de anticorpos do tipo IgG para a covid-19 no sangue coletado.


Após a confirmação de participação e a realização da entrevista por telefone (ver passo a passo acima), o coletador irá até a casa do participante, munido de identificação.


Antes do procedimento, o selecionado deve assinar um termo de consentimento para a coleta de sangue, que será feita na própria residência. Assim, a pessoa que participar não precisará ir ao laboratório.


O Ministério da Saúde vai divulgar os resultados da pesquisa em documentos técnicos e coletivas de imprensa, mas ressalta que cada participante terá acesso ao próprio exame de forma individual.


Mais informações


O Ministério da Saúde disponibilizou um canal para informações sobre a pesquisa na Ouvidoria do SUS, por meio do número 136.