Consumo de água constante e sem excessos mantém o organismo saudável

Segundo a nutricionista Angela Federau, o corpo humano é composto, aproximadamente, por 60% de água

Por: Tatiane Calixto  -  03/01/21  -  19:03
O corpo humano é composto, aproximadamente, por 60% de água
O corpo humano é composto, aproximadamente, por 60% de água   Foto: Damir Spanic/Unsplash

Você já tomou água hoje? Por mais que a importância do líquido e a necessidade da hidratação correta sejam conhecidas por uma parcela da população, é possível que muitos tenham respondido não a essa pergunta. Contudo, se a ideia é manter o funcionamento correto do organismo e ter uma vida saudável, é melhor encher o copo.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Segundo a nutricionista Angela Federau, o corpo humano é composto, aproximadamente, por 60% de água. Ela é usada em diferentes processos químicos e metabólicos. Assim, o consumo adequado e constante dela é vital para o dia a dia. “Considerando que uma pessoa perde cerca de 2,6 litros de água por dia, mesmo sem fazer nenhum exercício intenso, e como o corpo não produz água, ela precisa ser reposta”, explica Angela.


A água é um elemento fundamental no transporte e na distribuição de vitaminas hidrosolúveis, minerais, glicose, oxigênio e outros nutrientes para as células. Por isso, manter o corpo hidratado ajuda nas atividades das células, na digestão, no funcionamento dos rins e até na regulação da pressão arterial.


>> Confira dicas


Além disso, a especialista explica que a hidratação também é de suma importância ao cérebro, pois 75% do órgão é composto por água, e essa é uma das partes do corpo que mais exigem energia para desempenhar suas tarefas. “É a água que faz o transporte de nutrientes que dão a carga energética de que o organismo precisa.”


Alerta


A desidratação é capaz de dificultar atividades e traz sintomas como cansaço, fome, ganho de peso, falhas no sistema circulatório, constipação, retenção de líquidos, falta de atenção, falhas de memória e mau hálito.


Segundo Angela, a desidratação também favorece a retenção de líquidos e sódio no corpo. Isso porque estimula a liberação de vasopressina, hormônio produzido quando o organismo não está hidratado. Esse cenário induz os rins a reterem a água no corpo, reduzindo a urina.


“Como resultado, os líquidos ficam concentrados em áreas subcutâneas e formam edemas e imperfeições na pele. Um exemplo que pode ser citado é o aparecimento de celulite.”


Hidrate-se


Flávia Montanari, nutricionista da Liga da Cozinha, afirma que a água é o melhor líquido para manter a hidratação e permitir a realização das funções básicas do organismo. Porém, é possível aumentar a hidratação com frutas, verduras e legumes. Essas alternativas contêm, além da água, vitaminas, minerais e fibras. “Dê preferência aos vegetais crus, pois eles preservam maior quantidade de nutrientes.”


Outra dica da nutricionista é a água de coco, que possui muitos nutrientes e fibras. No entanto, ainda assim é uma fruta, portanto, tem açúcar. Por fim, Flávia explica que os sucos de frutas são ricos em vitaminas e minerais, além de serem refrescantes.


“Essa é uma maneira prática e saudável de se manter hidratado, mas vale lembrar que os sucos de frutas devem ser feitos na hora para não perderem os nutrientes e sem adição de açúcar. Assim como a água de coco, os sucos contêm grande quantidade de frutose, e por este motivo, sempre é válida a oferta da fruta in natura.”


Logo A Tribuna