PRF inicia operação para combate a organizações criminosas

Operação Égide ocorrerá nas rodovias federais do Rio

Por: Agência Brasil  -  02/10/21  -  03:30
 Operação Égide tem objetivo de intensificar o combate a organizações criminosas
Operação Égide tem objetivo de intensificar o combate a organizações criminosas   Foto: Polícia Rodoviária Federal

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagrou nesta sexta-feira (1º), a Operação Égide com o objetivo de intensificar o combate a organizações criminosas. As ações planejadas, que ocorrerão nas rodovias federais da região metropolitana do Rio de Janeiro e nas divisas do estado, visam reforçar o policiamento no combate ao contrabando, descaminho, tráfico de drogas e armas, roubo de carga, de veículos e de coletivo de passageiros.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


“O reforço no monitoramento das rodovias federais terá agentes posicionados em pontos estratégicos, atuando nas rotas de circulação da criminalidade e trazendo segurança, não só para as rodovias, mas também dentro das cidades”, informou a corporação.


O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, reforçou o compromisso do governo federal com o estado do Rio. “O Rio de Janeiro é uma prioridade para nós. Estamos fazendo investimento gigantesco aqui em policiais e equipamentos”, disse, durante o lançamento da operação, na Ponte Rio-Niterói.


Primeira Operação Égide


A primeira Operação Égide foi desenvolvida pela PRF entre julho de 2017 a janeiro de 2019, com o objetivo de combater o roubo de cargas, de veículos e de coletivo de passageiros, além de crimes conexos.


As ações ocorreram inicialmente nas rodovias federais da região metropolitana do Rio de Janeiro e nas divisas com os estados de São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo. Posteriormente também foram incluídos na operação os estados de Goiás, Paraná, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Acre.


Segundo a PRF, em praticamente um ano e meio de operação, os policiais conseguiram apreender mais de 595,1 toneladas de maconha, 22,4 toneladas de cocaína, 2,8 toneladas de crack, 2.447 armas de fogo e 360 mil munições. Os policiais ainda recuperaram 8.835 veículos e encaminharam 433 pessoas a delegacias, suspeitas de roubo de carga e assalto a ônibus.


Logo A Tribuna
Newsletter