Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Menina de 6 anos fica em coma após apresentar reação à Covid-19

Mãe da pequena Millie acreditava que a filha estava com catapora. Síndrome matou 35 crianças e adolescentes no Brasil até o fim de outubro

Por: Por ATribuna.com.br  -  04/01/21  -  19:56
Millie passou oito dias no hospital após apresentar reação á Covid-19
Millie passou oito dias no hospital após apresentar reação á Covid-19   Foto: Reprodução/Daily Mail

A mãe da pequena Millie, de 6 anos, acreditava que a filha estava com catapora quando, na verdade, ela apresentava uma reação à Covid-19 que ela não sabia que existia. A criança precisou ser internada em coma induzido e permaneceu inconsciente por dois dias após apresentar manchas no corpo, vômitos e febre de 39,9°C.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Millie começou a se sentir mal na noite do dia 12 de dezembro, após três alunos da escola onde estuda contraírem catapora. A mãe, a britânica Elizabeth Denver, de 36 anos, moradora de Seyning, no Reino Unido, foi informada pelos médicos que a filha possuía a Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica, (SIM-P), uma reação à Covid-19, que ela devia ter contraído semanas antes, mas sem apresentar sintomas.


"Eu estava realmente pirando. Minha mãe é enfermeira e, quando liguei do hospital para contar o que estava acontecendo, ela começou a chorar. Então, eu soube que as coisas estavam realmente sérias. Antes de colocá-la em coma, meu marido, Glen, perguntou se ela poderia morrer, e a enfermeira falou que não sabia dizer. Não tínhamos ideia de que ela estava com covid", disse a mãe, em entrevista ao Daily Mail.


Elizabeth disse que Millie ficou oito dias no hospital e recebeu alta no dia 23, antes do Natal. A língua da menina adquiriu uma cor branca e espessa pouco antes de chegar à unidade de saúde. Segundo a britânica, a recuperação foi rápida com auxílio de fisioterapia.


Millie apresentou manchas pelo corpo, vômitos e febre de quase 40°C
Millie apresentou manchas pelo corpo, vômitos e febre de quase 40°C   Foto: Reprodução/Daily Mail

"Todos os seus sintomas eram consistentes com catapora, mas quando as manchas não começaram a formar bolhas, fiquei preocupada. Ela estava com tantas dores no carro que você não conseguia tocá-la. Eu tive que carregá-la para o hospital e segurá-la porque ela estava toda mole", recorda Elizabeth.


No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, foram registrados 511 casos de SIM-P temporariamente associada à Covid-19 até a Semana Epidemiológica 43, que foi até 24 de outubro, com registro de 35 óbitos entre crianças e adolescentes de 0 a 19 anos de idade. A síndrome pode se manifestar até um mês após a Covid-19.


*Com informações da Revista Crescer


Logo A Tribuna