Lula retorna a São Paulo após dias na Bahia e vai integrar processo de transição

O presidente eleito chegou em sua casa, que fica no Alto de Pinheiros, no início da noite deste sábado

Por: Estadão Conteúdo  -  05/11/22  -  22:28
 Lula vai retomar oficialmente as reuniões para trabalhar na transição de governo
Lula vai retomar oficialmente as reuniões para trabalhar na transição de governo   Foto: Divulgação

O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), viajou no fim de tarde deste sábado (5) para São Paulo, depois de quatro dias de férias no extremo sul da Bahia, em local próximo à praia de Caraíva. Ele chegou em sua casa, que fica no Alto de Pinheiros, no início da noite deste sábado.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


Na segunda-feira, Lula vai retomar oficialmente as reuniões para trabalhar na transição de governo. Logo após eleito, Lula passou dois dias em reuniões em São Paulo com seu núcleo duro de aliados antes de embarcar para o período de descanso ao lado da esposa, a socióloga Rosângela da Silva, conhecida como Janja.


Durante as férias, Lula manteve contatos com a cúpula petista por telefone, mas a maioria dos aliados que o cerca evitou ligações para não incomodá-lo.


A divulgação de nomes da equipe de transição ficou suspensa durante o período que Lula esteve ausente. Com o retorno do presidente eleito a São Paulo e oficialmente ao trabalho, a equipe composta por 50 pessoas deve ser anunciada.


Na segunda-feira, Lula deve se reunir com o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), que coordena os trabalhos de transição com apoio da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e do ex-ministro Aloizio Mercadante. O trio foi designado pelo petista na última terça-feira para conduzir as conversas iniciais sobre transição com o governo de Jair Bolsonaro (PL).


Na próxima terça, o presidente eleito deve ir a Brasília, onde integrantes da transição passarão a se reunir para iniciar os trabalhos. Ele deve fazer um périplo pelas presidências do Congresso e do Judiciário na passagem pela capital.


Não há previsão de agenda do presidente no domingo, até o momento.


Logo A Tribuna
Newsletter