Ex Beatle processa empresa que produz acessório sexual com seu nome

Ringo Starr não quer seu nome associado ao produto. Empresa não aceita, e o caso está na justiça

Por: Por ATribuna.com.br  -  18/02/21  -  21:02
Ringo Starr, de 80 anos, foi baterista dos Beatles
Ringo Starr, de 80 anos, foi baterista dos Beatles   Foto: Reprodução

O ex-Beatle Ringo Starr, de 80 anos, processou, segundo o jornal britânico Express, a empresa Screaming O, controlada pela Pacific Coast Holdings. Segundo as informações, a empresa registrou e passou a produzir um acessório sexual que leva seu nome. O objeto é um anel peniano vibratório que tem o nome 'Ring O' (ring, em inglês, significa 'anel').


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


O músico decobriu que o acessório já é comercializado há pelo menos 12 anos, mas a confusão começou em 2018, quando a fabricante quis registrar o nome do produto. O baterista tem 7 marcas associadas ao seu nome desde 1962, no início nos Beatles, mas Ringo não aceitou associar seu nome ao produto sexual.


A defesa da empresa fabricante do acessório alega que seus clientes são todos mais novos, e que não são da geração dos Beatles, e, portanto, não haveria a associação ao músico. A fabricante ainda acusou o ex-Beatle de 'invadir uma marca registrada' e o caso está em andamento na justiça.


*com informações de UOL


Logo A Tribuna