Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Luciano se despede de Fernando Diniz: 'Um dos caras que mais respeito e admiro'

Atacante disse respeitar e entender a decisão da diretoria do clube em demiti-lo, em função da série de resultados ruins

Por: De Estadão Conteúdo  -  03/02/21  -  00:26
Luciano já havia trabalhado com Diniz antes do São Paulo, no Fluminense
Luciano já havia trabalhado com Diniz antes do São Paulo, no Fluminense   Foto: Twitter/SPFC

Jogador de confiança de Fernando Diniz, Luciano se manifestou nesta terça-feira (2), sobre a saída do técnico do comando do São Paulo, definida na última segunda. O atacante afirmou que o treinador é uma das pessoas que mais respeita e admira no futebol. Mas disse respeitar e entender a decisão da diretoria do clube de demiti-lo em função da série de resultados ruins.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


"Quero manifestar meu agradecimento ao meu amigo e professor Fernando Diniz, um dos caras que mais respeito e admiro no futebol, e um profissional como poucos. Como funcionário, respeito a decisão da direção do São Paulo, pois sei que as pessoas que lá estão pensam no melhor para o clube, mas meu carinho e admiração pelo amigo Diniz vai seguir sempre. Estou na torcida que ele tenha muito sucesso no prosseguimento de sua carreira e sei que em breve estará comandando outro grande clube", escreveu Luciano em texto publicado em seu perfil no Instagram.


Após passagem apagada pelo Grêmio, Luciano chegou ao São Paulo em agosto de 2020, em troca envolvendo a ida de Everton para o time gaúcho. O atacante deve destaque imediato pelo clube e soma, com a camisa tricolor, 17 gols marcados em 33 jogos disputados.


Luciano já havia trabalhado com Diniz antes do São Paulo, no período em que atuou pelo Fluminense. Era, até pela relação próxima entre eles, um dos jogadores mais cobrados pelo treinador, mas também parecia ter liberdade para responder com brincadeiras, como se viu em algumas partidas da equipe do Morumbi.


Diniz foi demitido pelo São Paulo a cinco rodadas do fim do Brasileirão, tendo caído após o sexto tropeço consecutivo na competição - e o sétimo na temporada -, a derrota por 2 a 1 para o Atlético Goianiense, domingo. Enquanto não define o nome do substituto de Diniz, o time será dirigido por Marcos Vizolli, que em dezembro foi alçado ao cargo de auxiliar da comissão técnica.


O próximo compromisso será apenas em 10 de fevereiro, quando a equipe vai receber o Ceará, no Morumbi. Sem vencer desde 26 de dezembro, o São Paulo, antes líder do Brasileirão, até com folga na tabela, caiu para o quarto lugar, a sete pontos de distância do Inter, o primeiro colocado. Nesse período, o time também foi eliminado pelo Grêmio na semifinal da Copa do Brasil e acumulou dois empates e quatro derrotas no Brasileirão.


Diniz estava à frente do time desde o fim de setembro de 2019. O treinador deixou o clube com aproveitamento de 54,9%, com 34 vitórias, 20 derrotas e 20 empates. Além de Luciano, outros jogadores usaram as redes sociais para dar adeus ao treinador, como Igor Gomes, Pablo e Tiago Volpi.


Logo A Tribuna