Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Tiago Nunes no Santos é indicação de Cuca à diretoria

O histórico como treinador de times de base e a capacidade para dar oportunidades a jovens jogadores na equipe profissional foram salientados

Por: Bruno Lima  -  11/02/21  -  09:52
Tiago Nunes aponta hierarquia para segurar a estreia do venezuelano Otero
Tiago Nunes aponta hierarquia para segurar a estreia do venezuelano Otero   Foto: Rodrigo Coca/Corinthians

De saída do Santos, o técnico Cuca continua tentando colaborar. Além de seguir o trabalho sonhando com a classificação para a próxima Libertadores, foi o atual comandante quem indicou o nome de Tiago Nunes à diretoria santista para ser o seu sucessor.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


De acordo com o apurado por ATribuna.com.br, ao decidir deixar a Vila Belmiro após o término do Campeonato Brasileiro, Cuca apontou Tiago Nunes como o treinador ideal para dar sequência no trabalho.


Um dos pontos ressaltados foi o desempenho à frente do Athletico-PR, com as conquistas dos títulos da Copa Sul-Americana, em 2018, e da Copa do Brasil, em 2019.


O histórico como treinador de times de base – no Furacão passou pelos times sub-20 e sub-23 – e a capacidade para dar oportunidades a jovens jogadores na equipe profissional, como tanto deseja a cúpula alvinegra, também foram salientados.


Sob o comando de Tiago Nunes, o Athletico-PR viu os pratas de casa Bruno Guimarães, Renan Lodi e Léo Pereira se destacarem e serem vendidos por para Lyon, da França, Atlético de Madrid, da Espanha, e Flamengo por um total de aproximadamente R$ 212 milhões.


Posteriormente, o próprio Cuca tratou de conversar com Tiago Nunes para falar sobre o elenco santista, a recente mudança de diretoria e todas outras situações do clube.


As conversas entre Santos e os representantes de Tiago Nunes estão em andamento, mas as partes ainda não chegaram a um acordo. Além dele, que está sem clube desde setembro do ano passado, quando foi demitido do Corinthians, o Peixe avalia outros nomes. Porém, as dificuldades financeiras são os maiores empecilhos para a definição do profissional.


Logo A Tribuna