Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Sem Holan, Santos mira sobrevivência na Libertadores contra o Boca Juniors

Peixe enfrenta nesta terça-feira (27), o maior desafio da temporada até aqui

Por: Bruno Lima  -  27/04/21  -  07:44
  Marcelo Fernandes comandará a equipe no jogo desta terça (27)
Marcelo Fernandes comandará a equipe no jogo desta terça (27)   Foto: Ivan Storti/Santos FC

Alvo de protestos, em crise técnica e financeira e, agora, sem o treinador escolhido para tocar um projeto de três anos de reestruturação. É dessa forma que o Santos encara nesta terça (27) o maior desafio da temporada até aqui. Às 21h30, o Peixe enfrenta o Boca Juniors, na Bombonera, em Buenos Aires, lutando pela sobrevivência na Copa Libertadores e sem o técnico Ariel Holan, que deixou o clube na segunda-feira (26).


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


O pedido de demissão do comandante argentino, revelado pelo presidente do Santos, Andres Rueda, no período da manhã (leia mais abaixo), ocorreu depois da derrota do Peixe para o Corinthians por 2 a 0, no domingo à noite, pelo Campeonato Paulista. Este foi o quarto revés do Alvinegro nos últimos cinco jogos, o que fez um grupo de torcedores ir à Vila Belmiro e protestar logo após o clássico.


Sem tempo a perder após a saída de Holan, o elenco santista embarcou para Buenos Aires. E terá Marcelo Fernandes no banco de reservas, como técnico interino, e a dura missão de se recuperar da derrota por 2 a 0, na Vila, semana passada, para o Barcelona de Guayaquil. Um novo resultado negativo na Bombonera pode fazer o Boca abrir seis pontos de vantagem sobre o Peixe.


No meio de todo esse furacão, Fernandes precisa montar um time capaz de encarar a equipe argentina, ainda mordida com a eliminação nas semifinais da última edição da competição para o Peixe.


Com a venda de Soteldo ao Toronto FC, do Canadá, a tendência é de que Lucas Braga retorne ao time titular e atue pelo lado que antes era ocupado pelo venezuelano. Além dele, Kaio Jorge, que esteve presente ao longo dos 90 minutos na derrota para o Corinthians de dois dias atrás, também pode aparecer na vaga do jovem Marcos Leonardo, com o objetivo de dar mais experiência à equipe santista.


Como se a própria crise não bastasse, o Santos ainda terá pela frente um adversário que, nos últimos sete jogos, só perdeu um. Mais do que isso: vem embalado por três vitórias consecutivas, inclusive na estreia da Libertadores sobre o The Strongest, da Bolívia, por 1 a 0, nos 3.640 metros de altitude de La Paz.


Recordar é viver


O último confronto entre Santos e Boca Juniors ocorreu em 13 de janeiro, na Vila Belmiro, e ficou marcado pela inquestionável vitória alvinegra por 3 a 0, com gols de Diego Pituca, Soteldo e Lucas Braga, que levou o Peixe à final da Libertadores.


Logo A Tribuna