CLUBE IMPRESSO ACERVO COVID
Santos vence Cianorte e avança para oitavas de final da Copa do Brasil
Alvinegro bateu paranaenses por 1 a 0. O gol foi marcado pelo atacante Marcos Guilherme, ainda no primeiro tempo
Por: Redação  -  08/06/21  -  18:39
Marcos Guilherme comemora o primeiro gol dele com a camisa do Santos   Foto: Ivan Storti/Santos FC

O Santos está nas oitavas de final da Copa do Brasil. Apesar da atuação sem brilho, o Alvinegro venceu o Cianorte, na tarde desta terça-feira (8), na Vila Belmiro, por 1 a 0. Somado ao triunfo da semana passada, no Paraná, por 2 a 0, o placar fez o Peixe carimbar a sua passagem à próxima fase da competição de mata-mata. O gol foi marcado por Marcos Guilherme, ainda no primeiro tempo.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Os comandados do técnico Fernando Diniz agora aguardam o sorteio da CBF para conhecer o próximo adversário na Copa do Brasil.


Seguro pela vitória obtida em Cianorte, no último dia 1º, o Santos iniciou o jogo sem impor velocidade e à espera de erros dos paranaenses, que precisavam sair do campo de defesa em busca do gol. Bem compactado no 4-4-2, o Cianorte, na base da empolgação, até se lançou ao ataque. Porém, assim como já havia ocorrido no duelo de ida, esbarrou nas limitações técnicas.


Sem nada ter a ver com as dificuldades do Cianorte, o Santos, com naturalidade, se impôs na partida e abriu o placar aos 25 minutos. Lançado pelo lado esquerdo do ataque, Marcos Guilherme partiu em velocidade, se livrou com facilidade do marcador e acertou um lindo chute, que morreu no ângulo do goleiro Bruno.


Com o agregado marcando 3 a 0 para o Alvinegro, o Cianorte se conscientizou definitivamente que a inesperada classificação não se concretizaria. A equipe paranaense, então, voltou a cometer erros infantis, como já havia ocorrido no primeiro jogo, e se limitou a buscar a meta de John por meio de contra-ataques. Contudo, em vão.


Após o intervalo, o técnico João Burse sacou Calabrês e colocou Léo Porto em seu lugar. A mudança animou os paranaenses, que quase empataram o jogo aos 5 minutos com Buba. John, porém, com uma ótima defesa, evitou o gol do Cianorte.


Depois do susto, o Santos desperdiçou três boas oportunidades de ampliar o resultado, com Kaio Jorge, Marcos Guilherme e Vinicius Balieiro. Ao ver que não tinha qualquer risco de eliminação, Diniz resolveu fazer algumas experiências e promoveu as entradas de Ivonei, Marcos Leonardo, Ângelo, Vinicius Balieiro e Madson, nos lugares de Kaio Jorge, Gabriel Pirani, Marinho, Marcos Guilherme e Alison. Contudo, nada que tenha feito melhorar o desempenho da equipe.


Agora, o Santos volta a pensar no Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso da equipe será sábado (12), às 19 horas, contra o Juventude, na Vila Belmiro, pela terceira rodada da competição.


Ficha técnica:


Santos - John; Pará, Luiz Felipe, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison (Vinícius Balieiro), Jean Mota e Gabriel Pirani (Marcos Leonardo); Marinho (Madson), Kaio Jorge (Ivonei) e Marcos Guilherme (Ângelo). Técnico: Fernando Diniz.


Cianorte - Bruno; Michel, Doma, Maurício e Escobar (Sávio); Erick Salles (Rafael Carvalheira), Morelli (João Mafra) e Wilson Jr. (Pachu); Calabrês (Léo Porto) e Buba. Técnico: João Burse.


Gol - Marcos Guilherme, aos 25 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos - Marinho (San); Doma, Morelli, Michel (Cia)

Árbitro - Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE)