Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Santos sofre com jogadas aéreas e Ariel Holan tenta encontrar solução

Além do gol de empate sofrido contra o Deportivo Lara, depois de cobrança de escanteio, o Santos se livrou de levar a virada em jogada idêntica

Por: Bruno Lima  -  10/03/21  -  11:24
Atualizado em 10/03/21 - 11:30
Peixe foi vazado duas vezes e sofreu outros sustos por meio de cobranças de escanteio
Peixe foi vazado duas vezes e sofreu outros sustos por meio de cobranças de escanteio   Foto: Ivan Storti/Santos FC

Apesar de ter comandado o Santos em apenas dois jogos, o técnico Ariel Holan já percebeu que a defesa alvinegra tem grande dificuldade com as jogadas aéreas. Na derrota para o São Paulo, sábado (6), por 4 a 0, e na vitória desta terça-feira (9), sobre o Deportivo Lara, por 2 a 1, em casa, o Peixe foi vazado duas vezes e sofreu outros sustos por meio de cobranças de escanteio. Ciente do problema, o comandante quer encontrar a solução. 


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


"Estamos pensando nisso, vendo como buscar alternativas e melhorar esse aspecto do jogo. Espero que consigamos já no próximo jogo", disse o treinador após o confronto contra o time venezuelano. 


No duelo desta terça-feira, além do gol de empate marcado por Anzola, depois de cobrança de escanteio pelo lado direito do ataque, o Santos se livrou de levar a virada em jogada idêntica, concluída pelo mesmo jogador venezuelano, mas que foi anulada pela arbitragem por posição de impedimento. 


Em uma terceira tentativa, o Deportivo Lara teve nova oportunidade em cobrança de escanteio, que os venezuelanos levaram a melhor pelo alto, mas João Paulo, bem posicionado, defendeu com segurança.


Logo A Tribuna