Santos quer aproveitar péssima campanha do Botafogo no Rio e ampliar série sobre o adversário

Nos últimos 13 encontros, o Peixe perdeu apenas uma vez para o Alvinegro carioca

Por: Bruno Lima  -  09/11/22  -  07:06
Atualizado em 09/11/22 - 10:25
No primeiro turno, o Santos venceu o Botafogo por 2 a 0, na Vila Belmiro
No primeiro turno, o Santos venceu o Botafogo por 2 a 0, na Vila Belmiro   Foto: Ivan Storti/Santos FC

Santos e Botafogo se enfrentam às 20 horas de quinta-feira (10), no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar das chances reduzidas, o Peixe, assim como a equipe carioca, sonha com a classificação à fase preliminar da Libertadores. Em busca desse objetivo, os comandados de Orlando Ribeiro querem ampliar a sequência positiva sobre o adversário e aproveitar o fraco desempenho botafoguense como mandante.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


Nos últimos 13 encontros entre Santos e Botafogo, o Peixe foi derrotado apenas uma vez. Nos demais confrontos, o time santista venceu seis e empatou três.


Essa única derrota santista, aliás, ocorreu em 2017. Ou seja, o Santos defende uma invencibilidade de cinco anos contra o Botafogo.


"A possibilidade de vaga na Libertadores é muito pequena, matematicamente falando, mas, acima de tudo, a gente tem que jogar para honrar a camisa do Santos. Sabemos que vamos enfrentar um adversário muito complicado fora de casa, que também está na briga direta por uma vaga, mas o Santos é grande e tem que ir para o jogo em busca do nosso objetivo, que é conquistar os três pontos. Depois a gente a gente vê o que vai acontecer na tabela", disse o zagueiro Maicon.


Um outro trunfo do Peixe para a partida é a campanha dos cariocas diante da sua torcida. O time do português Luis Castro tem o terceiro pior desempenho do Brasileirão como mandante.


Em 18 partidas no Nilton Santos, a equipe conquistou cinco vitórias e quatro empates. O time já acumula nove derrotas em casa. Apenas Ceará e Juventude têm desempenho inferior como mandante.


Se vencer o Botafogo, o Santos chega à última rodada da competição ainda vivo na busca pela Libertadores. Uma derrota ou até mesmo o empate no Rio de Janeiro coloca um ponto final matemático nesse sonho.


Logo A Tribuna
Newsletter