Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Santos presta homenagem a Carlos Sánchez por marca histórica

Com 27 gols, uruguaio se transformou no maior artilheiro estranheiro do clube

Por: Bruno Lima  -  30/07/21  -  16:03
 Carlos Sánchez foi homenageada pelo Santos por ter se tornado o maior artilheiro estrangeiro do clube
Carlos Sánchez foi homenageada pelo Santos por ter se tornado o maior artilheiro estrangeiro do clube   Foto: Ivan Storti/SantosFC

Um dos jogadores mais queridos pela torcida do Santos, o meio-campo Carlos Sánchez entrou para a história do clube ao marcar o quarto gol da goleada por 4 a 0 sobre a Juazeirense, na última quarta-feira (25). O gol transformou o uruguaio no maior artilheiro estrangeiro do time da Vila Belmiro – foi o 27ºdele. Por isso, nesta sexta-feira (30), a diretoria homenageou o camisa 7 com uma placa.


"É muita emoção. Confesso que não esperava ficar marcado na história do clube desta maneira. Trabalho no dia a dia para dar meu melhor, e isso é um prêmio por todo o sacrifício. Receber essa homenagem é algo muito lindo e é uma motivação extra. Toda vez que entro dentro de campo é para dar os 100% por esse clube”, disse Sánchez em entrevista ao site oficial do Santos.


Agora, o meio-campista quer ajudar o Alvinegro a conquistar um título de relevância.


"Desde que o dia em que cheguei aqui, em 2018, eu penso em conquistar uma taça com essa camisa. Me propus a fazer isso e sigo batalhando todos os dias, sempre buscando esse objetivo. Isso é o que mais motiva um jogador. Estamos perto de alcançar grandes coisas este ano. Então, estamos focados nisso e vamos deixar tudo para conseguir cravar de vez o nome da história desse clube gigante”, falou ele.


 Fernando Diniz fez questão de registrar a homenagem em foto com Sánchez
Fernando Diniz fez questão de registrar a homenagem em foto com Sánchez   Foto: Ivan Storti/Santos

Caso realize esse desejo, Carlos Sánchez irá sonhar com uma outra homenagem ainda mais marcante na sua carreira: ter a sua imagem pintada no muro do CT Rei Pelé.


"Obviamente, seria muito gratificante e uma honra estar neste muro ao lado de tantos nomes históricos do clube e do futebol. Porém, é algo que não penso agora, pois primeiro preciso conquistar um título. Todos nós conversamos aqui dentro que queremos primeiro buscar uma taça. Estar no muro não depende de mim, mas deixar a vida dentro de campo e ir em busca de títulos depende, então vou em busca disso", concluiu uruguaio.


Logo A Tribuna