Santos demite terceiro profissional em menos de uma semana

Depois de fisioterapeuta e técnico do sub-17, médico Marcos Vinicius é desligado do clube

Por: Bruno Lima  -  18/02/19  -  22:10
  Foto: Ivan Storti/Santos FC

As demissões dentro do Santos não terminaram. Após desligar o fisioterapeuta Luis Alberto Rosan, na terça-feira (12), e o técnico Luciano Santos, da equipe sub-17, na manhã de sexta-feira (15), a diretoria alvinegra dispensou, no meio desta tarde (18), o médico Marcos Vinicius. O cargo será reposto nos próximos dias. O clube irá contratar mais dois profissionais especialistas em medicina esportiva e em futebol.

Orientado pelo chefe do Departamento Médico do clube, Ricardo Galotti, a cúpula alvinegra irá promover algumas mudanças no setor. Victor Pacheco, que atualmente trabalha nas categorias de base, será promovido ao elenco profissional do Peixe, enquanto um dos médicos que vier para ocupar o lugar deixado por Marcos Vinicius iniciará a sua passagem pelo Santos com os times inferiores.

Recorrentes

As demissões no Departamento Médico do Santos se tornaram recorrentes desde que o presidente José Carlos Peres assumiu a presidência. Em novembro do ano passado, o mandatário desligou o então gerente do departamento Jorge Merouço, dias após o médico Carlo Alba se demitir alegando divergências com o responsávelo pelo setor. 

Antes, em março de 2018, seis profissionais de medicina já haviam sido dispensado por José Carlos Peres: os médicos Maurício Zenaide, Rodrigo Zogaib e Ricardo Nobre, os fisioterapeutas Antonio Lucas Pierin e Diego Guietti, além da psicologa Juliane Jellmayer.


Logo A Tribuna