Mesmo desfalcado, bom retrospecto move o Santos contra a Chapecoense

Jogo acontece nesta segunda-feira (12), às 20h, no Pacaembu, em São Paulo

Por: Régis Querino  -  11/11/18  -  18:23
Santos e Corinthians vão se enfrentar no dia 13 na Arena de Itaquera, em São Paulo
Santos e Corinthians vão se enfrentar no dia 13 na Arena de Itaquera, em São Paulo   Foto: Ivan Storti/Santos FC

O Santos tenta superar os desfalques e aposta no seu ótimo desempenho contra as equipes da parte de baixo da tabela para bater a Chapecoense na segunda-feira (12), às 20h, no Pacaembu, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Levando-se em conta apenas os confrontos contra times que estão atrás na classificação, o Alvinegro tem 62% de aproveitamento.


A marca é um ponto a favor da equipe do técnico Cuca, que ontem (10), com a vitória do Atlético-PR sobre o Cruzieor por 2 a 1, em Curitiba, caiu da sétima à oitava posição na tabela. Agora, os Atléticos Mineiro e Paranaense e o Santos têm 46 pontos, mas o Peixe leva desvantagem no número de vitórias.


Para o duelo contra a Chape, Cuca não poderá contar com o lateral-direito Victor Ferraz, o volante Diego Pituca e o atacante Gabriel. Além dos três titulares, suspensos, os zagueiros Luiz Felipe e Lucas Veríssimo, entregues ao departamento médico, também estão fora da partida.


Diante de tantas baixas, o volante Yuri deve ser improvisado na zaga, ao lado de Gustavo Henrique. No meio-campo, Bryan Ruiz terá nova chance de iniciar uma partida como titular.


O mistério maior é no ataque. Cuca realizou um treinamento fechado para a imprensa e contou com uma curta participação de Rodrygo, que em razão de uma forte gripe pode ser opção vinda do banco de reservas.


Copete, que entrou bem contra o Palmeiras e, inclusive, marcou um gol, pode pintar entre os titulares. Eduardo Sasha deve ser o substituto de Gabriel, artilheiro do Campeonato Brasileiro com 16 gols. Para completar o ataque, Cuca ainda deve se decidir entre Bruno Henrique ou o paraguaio Derlis González.


Logo A Tribuna