Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Há 10 anos, Santos da 'Era Neymar' conquistava o tri da Libertadores da América

Craque da seleção brasileira e Danilo marcaram os gols contra o Peñarol que confirmaram o título santista

Por: Bruno Lima  -  22/06/21  -  07:25
   Depois da vitória por 2 a 1 sobre o Peñarol, Edu Dracena ergue a taça da Libertadores
Depois da vitória por 2 a 1 sobre o Peñarol, Edu Dracena ergue a taça da Libertadores   Foto: Flickr/Santos

Há exatos dez anos, em 22 de junho de 2011, o Santos conquistava o tricampeonato da Libertadores da América. Na decisão, no Pacaembu, a equipe santista venceu o Peñarol por 2 a 1, depois do empate em 0 a 0 na primeira partida, em Montevidéu.


Os gols de Neymar e Danilo levaram o Rei Pelé, presente no estádio, e muitos dos mais de 37 mil torcedores nas arquibancadas às lágrimas depois de 48 anos de espera.


Estrela daquele time, Neymar, na ocasião, também não conteve o choro. “Levei tapa, soco e puxão de cabelo. Mas não tem coisa melhor”, disse o camisa 11 da equipe após a conquista.


Pelé, que também fazia propaganda de um dos patrocinadores da competição, correu e chorou pelo gramado do Pacaembu abraçado ao técnico Muricy Ramalho ao término da partida.


“É um prêmio muito grande para toda essa garotada. É uma coisa maravilhosa. Sou um cara emotivo. O homem de Três Corações (cidade mineira em que nasceu) quase teve o coração saindo pela boca”, brincou.


O Santos começou a competição com dificuldades. Depois de uma primeira fase difícil, em que flertou com a eliminação precoce, o clube demitiu o técnico Adilson Batista e contratou Muricy.


Antes do título de 2011, o Santos havia conquistado a América em 1962, contra o Peñarol, e em 1963, diante do Boca Juniors.


Logo A Tribuna