Goleadas contra e a favor são rotina na carreira do técnico do Santos, Jorge Sampoli

A Tribuna On-line fez um levantamento com as derrotas e vitórias mais elásticas do treinador

Por: Bruno Lima  -  05/02/19  -  00:51
  Foto: Ivan Storti/Santos FC

A goleada sofrida para o Ituano, no último domingo (3), no estádio Novelli Júnior, em Itu, não assustou o técnico do Santos, Jorge Sampaoli. Aliás, conviver com derrotas e vitórias elásticas é algo a que o treinador argentino está acostumado. 

Para explicar melhor, A Tribuna On-line fez um levantamento com  as goleadas da carreira de Sampaoli, desde que ele assumiu o comando técnico da Universidad de Chile, em 2011, até deixar a seleção argentina, no ano passado, após a Copa do Mundo. 

Ao todo, o argentino sofreu sete goleadas, sendo quatro à frente da Universidad de Chile, uma como técnico do Sevilla e duas com a Argentina. 

E a mais dolorida foi justamente enquanto treinador da seleção albiceleste. Na época, em 27 de março de 2018, às vésperas do início do Mundial da Rússia, a Argentina foi goleada pela Espanha por 6 a 1. 

Goleadas aplicadas 

Nesse mesmo período, no entanto, Sampaoli viu suas equipes vencerem adversários com placares elásticos por 28 vezes. Foram 16 com a Universidad de Chile, quatro com a seleção chilena, seis com o Sevilla e duas com a Argentina. 

Os triunfos mais marcantes do treinador argentino ocorreram no dia 4 de junho de 2011, quando os seus comandados na Universidad de Chile aplicaram 7 a 1 no O' Higgins, e no dia 21 de dezembro de 2016, quando Sevilla derrotou o Formentera, na época da quarta divisão, por 9 a 1, em partida válida pela Copa do Rei da Espanha.


Logo A Tribuna