Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Finalista da Libertadores, Santos sofre mas vence o lanterna Botafogo no Brasileirão

Soteldo e Bruno Marques garantiram a vitória para o Peixe

Por: Matheus Müller  -  17/01/21  -  21:07
  Foto: Vanessa Rodrigues/AT

Finalista da Libertadores, o Santos superou o lanterna do Brasileirão, Botafogo, pela 30ª rodada do campeonato nacional. A vitória por 2 a 1 na Vila Belmiro, porém, foi suada, literalmente. Com um calor de mais de 33°C neste domingo (17), o Santos só foi definir o placar aos 36 minutos do 2º tempo, e não foram poucas as tentativas - principalmente nos 20 minutos finais do confronto.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


No primeiro tempo, o que se observou foi um relaxamento do Peixe, que abriu o placar logo aos 3 minutos, com um golaço de Soteldo. A bola sobrou para o venezuelano dentro da área, que ao vê-la subir, no domínio, emendou um lindo voleio.


Com um gol na frente, jogando contra o lanterna e com o sol forte castigado, a sensação foi de que os atletas reduziram a intensidade. A medida não expôs o Santos a grandes perigos, mas a partida ficou mais equilibrada, inclusive com algumas chances para o Fogão.


Com muito perde e ganha, passes errados e bolas esticadas, o primeiro tempo se nivelou por baixo, um jogo monótono e mal praticado – a não ser quando a bola caia nos pés de Marinho e Soteldo, que esteve inspirado.


Toda essa monotonia, porém, chegou ao fim aos 45 minutos, quando o meia botafoguense Caio Alexandre meteu linda bola nas costas de Laércio, o atacante Babi foi derrubado na área pelo zagueiro santista e o juiz marcou o pênalti. Na cobrança, Pedro Raul deslocou Vladimir e empatou o jogo.


Após o empate, o Santos mostrou que realmente esteve relaxado, pois acelerou o ritmo. Em menos de 4 minutos chegou pelo menos três vezes com perigo na área adversária.


Segundo tempo


No segundo tempo, a partida começou devagar, assim como maior parte do 1º tempo. Visivelmente desgastados, os jogadores continuaram errando muitos passes e parando jogadas com faltas. Em duas delas, o Santos levou muito perigo ao gol do Botafogo – Marinho mandou uma no travessão e em outra parou em grande defesa do goleiro Diego Loureiro.


Acordou, ganhou!


A partir dos 30 minutos, o Santos acelerou a partida, criou mais jogadas e passou a cruzar mais para o centro da área, principalmente depois de a entrada do atacante grandalhão, de 1,93m, Bruno Marques.


Foi dele, inclusive, o gol da vitória do Peixe. Minutos antes de ter parado em uma defesaça de Loureiro, aos 36 minutos ele venceu o duelo contra o arqueiro carioca. Soteldo, o craque da partida, colocou a bola na cabeça do atacante que não perdoou: 2 a 1 e a vitória garantida!


Ficha técnica:


Santos 2 x 1 Botafogo


Santos - Vladimir; Pará, Laércio, Alex Nascimento e Felipe Jonatan; Diego Pituca, Sandry (Jean Mota) e Soteldo (Madson); Lucas Braga (Jobson), Marinho (Arthur Gomes) e Kaio Jorge (Bruno Marques). Técnico - Cuca.


Botafogo - Diego Loureiro; Kevin (Cascardo), Marcelo Benevenuto Kanu e Victor Luís; Zé Wellison (Cícero), Caio Alexandre e Bruno Nazário (Lecaros); Kelvin (Davi Araújo), Matheus Babi e Pedro Raul (Matheus Nascimento). Técnico - Eduardo Barroca.


Gols - Soteldo, aos três e Pedro Raul (pênalti), aos 46 minutos do primeiro tempo; Bruno Marques, aos 36 do segundo.
Cartões amarelos - Laercio e Soteldo (Santos) e Kevin (Botafogo)
Árbitro - Leandro Pedro Vuaden (RS).
Local - Vila Belmiro, em Santos.


Logo A Tribuna