CLUBE IMPRESSO ACERVO COVID
Ex-treinadores de Zanocelo enchem o meia de elogios e apostam no sucesso pelo Santos
Jorginho e Pintado, técnicos do meio-campista na Ponte e na Ferroviária, têm expectativas altas para o reforço do Peixe
Por: Bruno Lima  -  11/06/21  -  07:54
Vinicius Zanocelo é muito bem visto por Jorginho e Pintado, seus ex-treinadores   Foto: Matheus Tagé/A Tribuna

Dos quatro reforços anunciados pelo Santos visando as competições do segundo semestre, o que mais gera expectativas é Vinicius Zanocelo, de 20 anos, contratado por empréstimo da Ferroviária. Revelado pela Ponte Preta, mas negociado com a equipe de Araraquara, o meio-campista tem passagens pelas seleções brasileira de base e é visto como promissor por treinadores como Jorginho e Pintado, que trabalharam com o atleta.


Técnico de Zanocelo na Ponte Preta em 2019, o tetracampeão mundial em 1994 é taxativo em dizer que o jovem tem tudo para brilhar na Vila Belmiro.


“O Zanocelo é um atleta nato, que ama o futebol e se dedica ao extremo. É o primeiro a chegar aos treinos e o último a sair, está sempre preocupado em crescer. Tem como característica, independentemente da posição em que jogue, a intensidade. Um meio-campista muito técnico, com bom passe, finalização, principalmente de fora da área. Com certeza, terá muito sucesso no Santos”, diz.


Pintado, atualmente no Goiás, foi treinador de Zanocelo na Ferroviária no começo do último Campeonato Paulista e faz coro às palavras de Jorginho.


“O Vinicius Zanocelo é um segundo homem de meio-campo com muito bom passe. Ele tem características de um meia armador, mas com ótima participação na recomposição defensiva. Por conta da idade, é um atleta que tem ainda algo para amadurecer física e taticamente, e vai evoluir. Ele entende as funções que o treinador determina, joga verticalmente, e isso é uma característica de jogo do Santos, um jogo para frente, de drible em velocidade”, argumenta.


Moderno


Visto como um jogador de meio-campo moderno, Zanocelo, além de contribuir na marcação, é apontado por Pintado como um atleta com excelente leitura de jogo e imensa capacidade de chegar ao ataque.


“Ele precisa de um atleta para auxiliá-lo no momento defensivo, porque uma das suas principais características é buscar a área do adversário e procurar o passe em direção ao gol. E tendo apoio defensivo, favorece para que ele execute as funções e faça no Santos o que fez comigo na Ferroviária, onde era um segundo homem de meio-campo com a possibilidade de chegar e pisar na área do adversário. Ele sempre teve condições de fazer esse momento ofensivo na construção das jogadas porque tem ótimo passe e uma excelente leitura do jogo”.


Fernando Diniz


Jorginho é ainda mais específico e vê o técnico Fernando Diniz contribuindo muito para o crescimento de Zanocelo.


“Depois dessa passagem pela Ferroviária, onde ele deu um salto na carreira como segundo volante, acredito que ele tenha capacidade de fazer algumas funções, por exemplo do 4-4-2 em losango. Pode atuar na ponta do losango, atuar como meia-atacante ou pode também ser o segundo ou o terceiro volante. Gosto muito dele por dentro. Nessas posições, acredito que o Zanocelo venha a contribuir muito com o Fernando Diniz, que é um cara sensacional como treinador, tem um repertório muito bom, dá oportunidade para jovens e faz com que eles sejam ousados”.


Chega para ser titular?


Jorginho e Pintado acreditam que o reforço chega para dar trabalho aos concorrentes do setor.


“Ele pode ser titular. É jovem, mas muito talentoso, finaliza muito bem com a perna direita e a perna esquerda, tem um último passe muito bom e muita qualidade na quebra de linhas. Na Ferroviária, passou a ter um sentido maior de marcação. Adquiriu uma capacidade no um contra um defensivo muito interessante. Sempre foi muito bom no um contra um ofensivo”, opina Jorginho.


“Vai precisar de um tempo de adaptação para entender como o Santos joga. Uma grande equipe como o Santos exige um tempo de adaptação. Mas se ele não for titular já no início, muito em breve vai brigar por isso. Foi uma grande contratação”, acrescenta Pintado.


Dono de um currículo como jogador vitorioso, com passagens por clubes como Bayern de Munique e Bayer Leverkusen, ambos da Alemanha, Jorginho prevê Zanocelo tendo uma rápida passagem pelo Alvinegro.


“Acredito que ele possa dar voos mais altos com a camisa do Santos, que vai permitir a ele disputar campeonatos com níveis acima do que ele vinha disputando, que eram a Série D do Brasileiro, o Campeonato Paulista, que é um estadual forte, mas não tem a mesma competitividade da Série A e da Sul-Americana. Tenho certeza que ele vai crescer muito por jogar numa equipe com um repertório maior de jogadas e com jogadores de mais qualidade. Tudo isso vai fazer o nível dele subir e, em breve, vamos estar vendo esse jogador num clube da Europa. É o que desejo para ele como ex-treinador”, conclui o ex-lateral-direito da Seleção Brasileira.