Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Distanciamento entre torcedores gera desconforto e questionamentos no Maracanã

As duas torcidas foram divididas no mesmo anel do estádio, atrás dos bancos de reservas das equipes finalistas

Por: Alexandre Lopes  -  30/01/21  -  19:20
Atualizado em 30/01/21 - 19:55
Distanciamento entre torcedores gera desconforto e questionamentos no Maracanã
Distanciamento entre torcedores gera desconforto e questionamentos no Maracanã   Foto: Vanessa Rodrigues/AT

Apesar dos rígidos protocolos adotados pela Conmebol para a decisão da Copa Libertadores da América, entre Santos e Palmeiras, no Maracanã, o distanciamento entre os torcedores convidados acabou gerando certo desconforto e questionamentos por parte dos presentes.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


As duas torcidas foram divididas no mesmo anel do estádio, atrás dos bancos de reservas das equipes finalistas. Todo o restante do estádio, com capacidade para quase 80 mil pessoas, acabou ficando vazio, criando uma concentração desnecessária de pessoas em apenas um setor.


Apesar disso, o protocolo de utilização de máscaras de proteção foi seguido a risca pelos torcedores. Muitos, em alguns momentos, acabaram tirando os equipamentos e imediatamente foram chamados a atenção por conta da atitude, mesmo com exame PCR comprovando que não estão infectados pelo coronavírus.


Outra medida adotada pela Conmebol, que acabou sendo respeitada por muitos, foi o espaçamento entre as cadeiras e as fileiras. Em momentos de maior empolgação, porém, também houve aproximação, o que não aconteceria caso a estrutura do estádio tivesse sido liberada para um espaçamento maior entre os torcedores.


Logo A Tribuna