Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Carille quer o Santos mais eficiente quando tem a bola nos pés

Para o treinador, sem a bola a equipe tem conseguido fazer boas partidas

Por: Bruno Lima  -  13/10/21  -  22:25
 Fábio Carille quer a equipe mais agressiva quando tem a posse de bola
Fábio Carille quer a equipe mais agressiva quando tem a posse de bola   Foto: Ivan Storti/Santos FC

Há sete jogos no comando do Santos, Fábio Carille já conseguiu fazer ajustes no time. Porém, nesta quarta-feira (13), após a derrota por 3 a 1 para o Atlético-MG, no Mineirão, o treinador deixou claro que está insatisfeito com o comportamento dos seus comandados quando têm a bola. Na visão do técnico, o Alvinegro precisa ter mais o controle do jogo.


"Temos que jogar um pouco mais, sim. Tem hora em que estamos nos desfazendo da bola. Quero ter um controle melhor do jogo. É isso que eu tenho trabalhado. Em certos momentos a gente consegue isso, em certos momentos nos desfazemos da bola muito rápido e ela fica com o adversário. Temos que assimilar o golpe o quanto antes. Temos que ficar tristes, sim. Temos que ter esse sentimento de tristeza nesse momento, mas assimilar esse golpe o quanto antes para que a gente amanhã, de cabeça erguida, comece a preparação. Domingo temos outra decisão e é assim que a gente vai levar até o fim do campeonato", disse o treinador.


Se por um lado Carille busca essa mudança de comportamento quando o time tem a bola, por outro ele espera que a equipe mantenha a postura quando se defende.


"É claro que numa derrota a gente fica chateado e muitas pessoas acabam olhando só as coisas ruins. A gente tem que corrigir aquilo que não foi legal e enaltecer aquilo que foi bom. Jogamos contra o líder, que finalizou dez vezes no nosso gol, sendo duas de pênalti. A gente conseguiu bloquear um time que tem volume, que está há mais tempo junto, com uma ideia de jogo definida. Não está liderando por acaso", finalizou.


Logo A Tribuna