Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Argentino irá apitar a final da Copa Libertadores da América entre Santos e Palmeiras

Patricio Loustau foi o nome escolhido pela Conmebol para apitar decisão no Maracanã

Por: Por ATribuna.com.br  -  17/01/21  -  21:36
Atualizado em 17/01/21 - 21:45
Patricio Loustau apita a decisão entre Santos e Palmeiras
Patricio Loustau apita a decisão entre Santos e Palmeiras   Foto: Divulgação/Conmebol

A Conmebol definiu o nome do árbitro que irá apitar a final da Copa Libertadores da América entre Santos e Palmeiras. O argentino Patricio Loustau, de 45 anos, será o juiz da decisão, que será realizada no próximo dia 30, no Maracanã. Ele terá como auxiliares Ezequiel Brailovsky e Diego Bonfa. Já o VAR será liderado por Mauro Vigliano. Todos também da Argentina.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Atualmente, Loustau é um dos principais árbitros do país.Fez o curso para árbitro em 1994 e apitou seu primeiro jogo profissional em 2000. É árbitro da primeira divisão argentina desde 2009, tendo em seu currículo duas finais de Copa Argentina, nos anos de 2016 e 2018.


Árbitro Fifa desde 2011, ele apitou um único jogo do Santos na carreira. Foi em 2012, pela Libertadores, quando o Peixe venceu o Juan Aurich, do Peru, por 2 a 0. O Palmeiras já teve duas partidas comandadas pelo argentino. A primeiro em 2017, quando o Verdão foi derrotado pelo Barcelona de Guayaquil, no Equador, por 1 a 0, e a segunda em 2019, na Arena do Grêmio, ocasião em que o Alviverde derrotou o Tricolor gaúcho por 1 a 0, em partida válida pelas quartas de final da Libertadores.


A final será o sexto jogo do argentino nesta edição da Copa Libertadores da América. Ele apitou três jogos com brasileiros. Ele foi o árbitro do Grenal, disputado no estádio Beira-Rio. No duelo, o Grêmio venceu por 1 a 0. Loustau foi o árbitro do empate, sem gols, entre Athletico-PR e Jorge Wilstermann. Ele também esteve na vitória do Flamengo sobre o Junior-COL, por 3 a 1. Em 5 jogos, ele aplicou 25 cartões amarelos e nenhum vermelho. Desses, 10 foram somente em um duelo: Jorge Wilstermann e Libertad, pelas oitavas de final.


VAR


Mauro Vigliano, o responsável pelo VAR, tem 42 anos e também trabalhou em apenas um jogo do Santos na carreira. Foi em 2017, quando o Alvinegro venceu o Athletico-PR, na Vila Belmiro, pelas oitavas de final da Libertadores. Ele nunca esteve presente em partidas do Palmeiras.


A final continental será disputada em jogo único. Caso o tempo regulamentar termine em empate, Santos e Palmeiras disputarão uma prorrogação com dois tempos de 15 minutos. Nova igualdade no placar levará a decisão para os pênaltis.


Confira o quadro de arbitragem completo da final da Libertadores


Árbitro: Patricio Loustau (Argentina)


Árbitro assistente 1: Ezequiel Brailovsky (Argentina)


Árbitro assistente 2: Diego Bonfa (Argentina)


4º árbitro: Dario Herrera (Argentina)


5º árbitro: Julio Fernandez (Argentina)


VAR: Mauro Vigliano (Argentina)


AVAR: Jhon A. Ospina (Colômbia)


AVAR 2: Juan P. Belatti (Argentina)


AVAR 3: Fernando Rapallini (Argentina)


Asesor de Árbitros: Nilson Monção (Brasil)


Quality Manager: Sergio Correa (Brasil)


Logo A Tribuna