EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

18 de Novembro de 2019

Jogador que teve passagem pela Portuguesa Santista é uma das vítimas da tragédia no Flamengo

Rykelmo de Souza Viana, de 16 anos, morreu no incêndio que acometeu o centro de treinamento do clube carioca

Rykelmo de Souza Viana, de 16 anos, é um dos jogadores que morreram no incêndio que tomou conta das instalações do Ninho do Urubu, o Centro de Treinamento do Flamengo, na madrugada desta sexta-feira (8), no Rio de Janeiro. 

O garoto, natural de Limeira-SP, teve passagem de um ano pelas categorias de base da Portuguesa Santista. Por conta de suas atuações de destaque no Campeonato Paulista 2016 de sua categoria, o volante chamou atenção de olheiros do Flamengo e, no ano seguinte, se transferiu para o clube carioca.

Coordenador da base da Briosa, Cristiano Troisi falou, em contato com o G1, que ficou sabendo que o jovem era uma das vítimas do tragédia através da diretoria da Portuguesa.

"Eu levei ele para fazer uma avaliação lá no Flamengo e os caras gostaram muito dele. Ele estava jogando muito bem, era capitão da equipe. Eu que levei, convenci a mãe dele a deixar ele ir. Foi um sonho que ficou pelo caminho, como muitos outros", lamentou.

Troisi ainda falou que Rykelmo era muito disciplinado e sonhava em dar melhores condições de vida à família, que ainda vive no interior de São Paulo. O jogador completaria 17 anos no fim deste mês, no dia 26.

Na última terça-feira (5), Rykelmo publicou foto ao lado de Gabigol (Foto: Reprodução/Twitter)

Homenagem

No treino desta sexta, os jogadores e a comissão técnica da Briosa prestaram homenagem às vítimas do incêndio. Em especial, a Rykelmo, que representou as cores do clube anteriormente.

Depois dos trabalhos em campo, a equipe se reuniu em roda no gramado e, com a bandeira da Portuguesa hasteada a meio mastro, respeitaram um minuto de silêncio.

Em nota oficial, a Briosa disse que “se solidariza com a tragédia que vitimou atletas das categorias de base e funcionários do Clube de Regatas do Flamengo, em incêndio ocorrido na manhã desta sexta-feira, no centro de treinamentos do clube. A diretoria da Briosa externa, também,  grande tristeza em especial à familia do atleta Rykelmo de Souza Viana, que iniciou a formação nas categorias de base da Briosa e despertou atenção do Flamengo, para onde foi em 2016. A partir de hoje, o clube decreta luto oficial de três dias e bandeira a meio mastro no Estádio Ulrico Mursa”.

A tragédia

As chamas atingiram o alojamento onde estavam instalados jogadores com idades entre 14 e 17 anos e que não residiam no Rio de Janeiro. Alguns eram atletas do Flamengo e outros passavam por testes no clube.

Os bombeiros chegaram a dizer que todos eram adolescentes, mas não há informações oficiais. Foram confirmados 10 mortos e três feridos, estando um deles em estado grave.

Tudo sobre: