EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

16 de Outubro de 2019

Fora de casa, Portuguesa Santista busca empate com o Taubaté pela Série A2

Após levar gol dos donos da casa no primeiro tempo, Rodriguinho balançou as redes, seu sexto gol na competição, e garantiu empate para a Briosa, que agora ocupa a vice-liderança do Estadual

Em jogo válido pela 13ª rodada do Campeonato Paulista da Série A2, a Portuguesa Santista saiu atrás do placar, mas buscou o empate no segundo tempo diante do Taubaté, fora de casa no Estádio Joaquinzão, na noite desta quarta-feira (20). Os donos da casa abriram o placar com Erik, enquanto que Rodriguinho marcou seu sexto gol, garantido o ponto de volta para Santos. Com mais um ponto conquistado, a Portuguesa subiu para 2º lugar da tabela de classificação da primeira fase, na qual a Briosa já garantiu classificação para a fase de mata-mata, com 24 pontos.

Pela 14ª e penúltima rodada da A2, a Portuguesa Santista recebe o São Bernardo no próximo domingo (24), às 10h, no Estádio Ulrico Mursa, em Santos. Já o Taubaté, com 15 pontos ganhos e ocupando na 7ª colocação, visita o time de melhor campanha da competição, Água Santa, no sábado (23), às 15h, no Estádio Distrital do Inamar, em Diadema.

O primeiro tempo foi dois extremos. No início do jogo, a Portuguesa controlava as ações ofensivas de jogo. Logo nos primeiros 15 minutos, a Briosa teve chance de abrir o placar em três oportunidades distintas. Aos nove, Wendell finalizou de fora da área, mas para fora do gol, porém com perigo. Já aos 14, foi a vez de Diego Palhinha invadir a área, driblar o marcar e chutar forte. Na base do reflexo, Rafael Dida fez uma grande defesa e evitou o gol.

Depois da marca dos 25 minutos, o ritmo da Portuguesa Santista baixou bastante, o que ocasionou o crescimento dos donos da casa. Na primeira investida do Taubaté, aos 33, Caio Mancha tentou jogada em linha de fundo, chutou para o meio da área, e Bruno desviou, mas a bola passou longe do gol.

Após certa insistência e já merecendo o gol, o Taubaté enfim conseguiu abrir o placar. Aos 41 minutos, Danilo Tarracha fez jogada pela lateral e cruzou para a área. Erik se antecipou a defesa da Briosa e desviou no canto, sem nenhuma chances para o goleiro John.

Atrás do placar, a Briosa se mostrou mais ligada na etapa final em busca do gol de empate. Logo de cara, aos dois minutos, Rodriguinho se antecipou a defesa do Taubaté após cruzamento do lado direito, mas a cabeçada foi para fora. Já aos cinco, Dida trabalhou novamente após espalmar a finalização de Carlos Alberto de fora da área.

Sérgio Guedes promoveu as entradas de Rayllan, Daniel Bueno e Wesley, o que deixou o time rubro-verde ainda mais ofensivo, enquanto que os donos da casa esperavam oportunidades no contra-ataque. Na única intervenção de John na segunda etapa, aos 17, Juninho fez boa jogada na entrada da grande, chutou forte e obrigou o goleiro da Portuguesa Santista trabalhar em dois tempos.

Depois de muita insistência, maior posse de bola em praticamente toda a segunda etapa, a Briosa chegou ao seu gol com o artilheiro do time. Wesley fez jogada individual e chutou cruzado. Rafael Dida fez defesa parcial e, no rebote, livre, Rodriguinho só teve o trabalho de empurrar para o gol. Após o empate, a Portuguesa ainda teve chance de virar o marcador já na casa dos 40 minutos, novamente com Rodriguinho. Daniel Bueno deu bom passe para o camisa 9, que não pegou bem na bola, e desperdiçou boa chance.

Ficha técnica

Taubaté 1 x 1 Portuguesa Santista

Local - Estádio Joaquinzão, em Taubaté.

Árbitro - Ilbert Estevam da Silva.

Renda e público - 850 pagantes / R$ 12.615,00

Cartões amarelos - Não houve.

Gols - Erik, aos 41 minutos do 1º tempo; Rodriguinho, aos 37 minutos do 2º tempo.

Taubaté - Rafael Dida; Jean, Cesinha, Henrique e Danilo Tarracha; Moradei (Hyago), Elivelton, Erik (Anderson Cordeiro) e Claudinho; Juninho (Márcio Passos) e Caio Mancha. Técnico: Paulinho McLaren.

Portuguesa Santista - John; Rafael Ferro, Bruno, Luiz Eduardo e Boré; Acleisson (Rayllan), Diogo Lopes, Carlos Alberto e Diego Palhinha; Wendell (Daniel Bueno) e Rodriguinho. Técnico: Sérgio Guedes.