EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

22 de Outubro de 2019

Em jogo de viradas e sete gols, Portuguesa Santista vence o XV de Piracicaba

Nesta quarta-feira (13) em Ulrico Mursa, Wesley, Carlos Alberto, Diego Palhinha e Daniel Bueno marcaram os gols que deram a vitória por 4 a 3 ao time rubro-verde

Duas viradas, sete gols, sendo que seis foram marcados a partir dos 27 minutos do segundo tempo. Dessa forma, a Portuguesa Santista venceu o XV de Piracicaba por 4 a 3 em jogo válido pela 7ª rodada do Campeonato Paulista da Série A2. Jogando pela segunda vez consecutiva em Ulrico Mursa, após a derrota de virada para o Água Santa no último domingo (10), a Briosa, de novo, saiu na frente do marcador, sofreu a virada, mas no fim conseguiu sair vencedor.

Wesley, Carlos Alberto, Diego Palhinha e Daniel Bueno, marcando seu primeiro gol com a camisa rubro-verde, balançaram as redes para a Briosa. Já pelo XV, Ronaldo, duas vezes, e Douglas Marques foram os autores dos gols. Com a vitória, a Portuguesa Santista saltou da sexta para a terceira colocação da tabela da A2 - os oito melhores posicionados se classificam para a próxima fase da competição. O time de Piracicaba, ultrapassado pela Briosa, segue com 11 pontos e caiu da quinta para a sétima posição.

Na próxima rodada, a Portuguesa viaja até o ABC Paulista. No domingo (17), às 15h, o time rubro-verde encara o Santo André, no Estádio Bruno José Daniel. O XV volta a atuar em casa. No sábado (16), às 17h, a equipe recebe o São Bernardo, no Barão da Serra Negra, em Piracicaba.

A Portuguesa não começou bem a partida e se viu sendo dominada pela equipe visitante. Enquanto que a noite não começou inspirada para os homens de frente, o goleiro John e o sistema defensivo estavam atentos a cada chegada de perigo do XV. Esse cenário mudou aos 34 minutos quando Carlos Alberto fez jogada individual e tentou cruzar duas vezes para a área. Na segunda tentativa, a bola achou Wesley que, de primeira, emendou para as redes. O gol deu mais confiança aos mandantes que poderiam ter ampliado na sequência, com Rodriguinho, mas parou na boa defesa de Luiz Fernando.

Carlos Alberto marcou um gol e deu assistência para outro na vitória da Briosa (Foto: Irandy Ribas/AT)

No segundo tempo, o cenário do jogo se manteve, com a Briosa tendo mais posse de bola e mais agressiva em busca do segundo gol. O time rubro-verde foi recompensado aos 7 minutos, quando Carlos Alberto desviou cruzamento na área, na saída do goleiro. O lance gerou muita reclamação dos visitantes. A partir daí, o XV esboçou uma grande reação e conseguiu a virada em sete minutos.

O atacante Ronaldo marcou aos 27 e 34 minutos. No segundo gol, em cobrança de falta de Walfrido, o goleiro John saiu mal do gol e o camisa 9 do XV cabeceou para o gol. Pouco tempo depois, aos 34, em nova cobrança de falta, o toque de cabeça de Ronaldo encobriu John e Douglas Marques empurrou para o gol vazio.

Quando parecia que tudo estava perdido e que a Portuguesa iria perder novamente de virada, a Briosa mostrou poder de reação e conseguiu marcar duas vezes já na casa dos 40 minutos. Aos 42, Diego Palhinha recebeu no meio de campo e arriscou de muito longe, marcando um golaço. Com três minutos de acréscimos, as duas equipes ainda arriscavam para tentar um gol da vitória. E para alegria do torcedor rubro-verde, aconteceu para a Briosa.

Em um lance confuso no campo de ataque, um bate e rebate aconteceu, onde inclusive Daniel Bueno reclamou de pênalti. A jogada seguiu, Rodriguinho dividiu com o zagueiro na área e o mesmo Daniel finalizou com categoria na saída do goleiro, marcando o último gol da partida que garantiu os três pontos para a Briosa. Após o apito final, jogadores do XV de Piracicaba reclamaram e muito com o juiz da partida, reclamando do segundo gol e do último, onde, segundo eles, houve um toque de mão na jogada do gol de Daniel Bueno.

Com a vitória por 4 a 3, Portuguesa Santista chegou aos 13 pontos na Série A2 (Foto: Irandy Ribas/AT)

Ficha técnica

Portuguesa Santista 4 x 3 XV de Piracicaba

Local - Estádio Ulrico Mursa, em Santos.

Gols - Wesley, aos 34 minutos do primeiro tempo; Carlos Alberto, aos sete minutos do segundo tempo; Ronaldo, aos 27 minutos do segundo tempo; Ronaldo, aos 30 minutos do segundo tempo; Douglas Marques, aos 34 minutos do segundo tempo; Diego Palhinha, aos 42 minutos do segundo tempo; Daniel Bueno, aos 46 minutos do segundo tempo.

Portuguesa Santista - John, Rafael Ferro, Lucas Balardin, Luiz Eduardo e Boré; Acleisson, Tufa, Carlos Alberto (Daniel Bueno) e Diego Palhinha; Wesley e Rodriguinho. Técnico: Sérgio Guedes.

XV de Piracicaba - Luiz Fernando; Jefferson Feijão, Douglas Marques, Gilberto Alemão e Michel Benhami; Bruno Lima (Elias Ceará); Walfrido e Danilo Bueno (Luzinho); Misael, Kadu Barone e Ronaldo. Técnico: Tarcísio Pugliese.

Tudo sobre: