EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

18 de Outubro de 2019

Acleisson se solidariza com Dema após falha do zagueiro: 'Já aconteceu comigo algumas vezes'

Após o revés para o Água Santa em Ulrico Mursa, o volante falou sobre ao gol da virada

A Portuguesa Santista não conseguiu manejar o resultado diante do Água Santa enquanto vencia e acabou sendo superada por 2 a 1, de virada, em pleno Ulrico Mursa. Após o revés, o volante Acleisson conversou com a imprensa.

O camisa 5 se solidarizou com o zagueiro Dema pela falha cometida no terceiro gol da partida, o qual decretou a vitória do time de Diadema. O defensor da Briosa foi fazer um recuo para o goleiro John enquanto a marcação do Netuno estava alta, mas Dadá estava ligado e, com rapidez e agilidade, roubou a bola, driblou o arqueiro e virou o jogo a favor do Água Santa.

 "Já aconteceu isso comigo algumas vezes", disse Acleisson sobre o erro que custou o segundo tento do adversário. "Precisa ter a cabeça boa. Mas nós temos um bom grupo, somos todos amigos, tanto é que ninguém fez cobranças depois da falha", prosseguiu.

O volante também elogiou a competência do companheiro de time: "O Dema tem crédito. Ele trabalha para caramba. A falha individual acontece. A gente está lidando com um ser humano, e não tem como não errar".

Para Acleisson, todos falharam no lance e na partida. "O erro individual passa a ser coletivo. Todo mundo errou. E se eu ganho a bola antes de chegar no Dema? Então, todo mundo tem culpa. Todo mundo perdeu e todo mundo é importante também", afirmou ainda.

Cobrança

Ao final da partida, alguns torcedores, insatisfeitos com a derrota, cobraram os jogadores enquanto faziam o caminho para de volta para o vestiário. De acordo com o camisa 5, essa cobrança é normal e faz parte da cultura do esporte no país.

"O futebol brasileiro tem isso. Acho que eles devem cobrar, desde que não desrespeitem e não passem dos limites. Eles pagam ingresso e torcem, então eles têm que cobrar. O futebol é gostoso justamente por causa disso, porque você tem que provar diariamente. E não só para eles, mas internamente também", falou.

"O técnico Sérgio Guedes nos cobra bastante todos os dias. Ele é um crítico muito forte. A gente tem que ter a cabeça no lugar, saber que o trabalho está sendo bem feito. Só precisamos de um pouquinho mais de atenção nesses erros para figurar no campeonato", finalizou o volante.

A Portuguesa volta a campo na próxima quarta-feira (13), às 20h (de Brasília), em Ulrico Mursa. O confronto será com o XV de Piracicaba.

Tudo sobre: