Palmeiras ganha em La Paz e segue 100% na Copa Libertadores

Mesmo na altitude da capital boliviana, Verdão supera o Bolívar por 2 a 1 e encaminha classificação

Foi com sofrimento na reta final, mas o Palmeiras derrotou o Bolívar quarta-feira (16), em La Paz, por 2 a 1, mantendo os 100% de aproveitamento no Grupo B da Copa Libertadores da América. Com o resultado, o Verdão chegou a nove pontos e encaminhou a classificação às oitavas de final.

Assine o Portal A Tribuna agora mesmo e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos

De quebra, o Alviverde pôs fim a um tabu: há 37 anos a equipe boliviana não perdia em seus domínios para clubes do Brasil. Nesse período, foram oito derrotas brasileiras e três empates.

Após um início de partida marcado pela pressão do Bolívar, o Verdão equilibrou as ações e o atacante Rony se tornou uma boa opção pelos lados do campo. Em um desses lances, ele acabou derrubado na áreas pelo zagueiro Jusino: pênalti que acabou convertido por Willian, aos 33 minutos.

No segundo tempo, os bolivianos tentaram furar a defesa do Verdão de todas as formas, mas o volante Gabriel Menino marcou um golaço aos 14 minutos. Da intermediária, arriscou um chutaço, a bola ganhou velocidade na altitude de La Paz e entrou no ângulo da meta defendida pelo goleiro Rojas: 2 a 0.

Em seguida, o Palmeiras cansou e o Bolívar partiu para o tudo ou nada. Diminuiu o placar com Riquelme, em lance aéreo, mas não passou disso.

Weverton fez boas defesas e, em resposta, Gustavo Scarpa ainda teve tempo de acertar a trave em uma cobrança de falta. Assim que o juiz apitou o fim de jogo, os palmeirenses comemoram muito o triunfo em solo boliviano.

Ficha técnica
Bolívar -
Javier Rojas; Bejarano, Jusino, Gutiérrez e Jorge Flores; Cristhian Machado (Rey), Oviedo, Saavedra (Anderson Emanuel) e Roberto Fernández (Ábrego); Arce e Riquelme. Técnico: Claudio Vivas.

Palmeiras - Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Viña; Ramires (Bruno Henrique), Gabriel Menino, Zé Rafael (Gustavo Scarpa) e Raphael Veiga (Danilo); Willian (Vitor Hugo) e Rony (Gabriel Veron). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Gols - Willian, aos 33 minutos do primeiro tempo. Gabriel Menino, aos 14 minutos, e Riquelme, aos 21 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Bruno Henrique, Gabriel Menino, Zé Rafael e Danilo.

Árbitro - Piero Maza (Chile).

Local - Estádio Hernando Siles, em La Paz (Bolívia).

Tudo sobre: