Palmeiras dispara no Brasileirão após vencer o Atlético-GO

Time marcou quatro vezes em apenas 7 minutos no final do primeiro tempo

Por: Estadão Conteúdo  -  16/06/22  -  21:19
Gustavo Gómez comemora seu gol, o quarto do Palmeiras na partida
Gustavo Gómez comemora seu gol, o quarto do Palmeiras na partida   Foto: Cesar Greco/SEP

O Palmeiras vinha tendo dificuldades contra o Atlético-GO, estava perdendo em casa diante de sua torcida, mas em poucos minutos no final do primeiro tempo fez quatro gols, com uma atuação avassaladora, e bateu o rival por 4 a 2, garantindo mais três pontos no Campeonato Brasileiro e se isolando na liderança.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


O zagueiro Luan, atuando pelo lado direito da defesa, tinha tudo para ser o vilão do duelo. Aos 28 minutos, ele fez uma lambança e acabou marcando um gol contra. O que poderia ser um peso para o experiente defensor virou energia para ele dar a volta por cima no duelo e ajudar na virada.


Aos 41, ele deu um ótimo lançamento para Veron, que da esquerda deu lindo passe para Zé Rafael. O volante bateu de primeira e empatou o confronto. Dois minutos depois, a pressão continuou e, na cobrança de escanteio de Scarpa, Luan desviou de cabeça e Gómez apareceu no segundo pau para marcar. Ou seja, em dois minutos o zagueirão limpou sua barra.


"O Luan é um jogador com muita experiência. Mostramos nossa força mental, tomamos o gol e não baixamos a cabeça", afirmou Gómez, elogiando seu companheiro de zaga. "Ele está preparado e mostrando sua capacidade", continuou.


Atordoado, o Atlético-GO ainda tomou mais dois gols antes do intervalo. Aos 44, Scarpa recebeu de Veron na área e fez o terceiro. Quatro minutos depois, o meia bateu escanteio novamente, Murilo cabeceou e o goleiro Ronaldo espalmou. No rebote Gómez só empurrou para o gol e fez o quarto do Palmeiras


Nesse panorama, apesar de sair perdendo em casa, o Palmeiras reagiu e em sete minutos fez quatro gols, praticamente definindo a partida. "Temos de agradecer ter terminado logo o primeiro tempo", disse Marlon, do Atlético-GO. "A gente vinha controlando o Palmeiras, mas tivemos 10 minutos irreconhecíveis e tomamos os gols", lamentou.


Na etapa final, o técnico Abel Ferreira mexeu no time e começou a poupar alguns jogadores, até porque o time terá clássicos e duelos importantes nos próximos dias. O Atlético-GO até tentou diminuir a vantagem, e em uma saída equivocada de Weverton, Churín aproveitou o rebote e diminuiu de cabeça.


Mesmo com um jogador a menos, a equipe visitante tentava diminuir ainda mais a vantagem do Palmeiras, que continuou buscando o gol, sem muita eficiência, e nas melhores chances parou no goleiro Ronaldo. No final, vitória em casa e festa da torcida alviverde para o líder do Brasileirão.


Logo A Tribuna