Em Campinas, Palmeiras fica no empate com RB Brasil em estreia no Paulistão

Equipe do técnico Luiz Felipe Scolari sentiu a falta de ritmo do início da temporada

Por: Do Estadão Conteúdo  -  21/01/19  -  00:05
Lentidão demonstrada pelo Verdão e satisfação do RB Brasil em empatar deixaram a partida monótona
Lentidão demonstrada pelo Verdão e satisfação do RB Brasil em empatar deixaram a partida monótona   Foto: Júlio Zerbatto/Futura Press/Folhapress

O atual campeão brasileiro não repetiu na estreia da temporada de 2019 o mesmo nível das atuações de 2018. Neste domingo (20), em Campinas (SP), o Palmeiras pecou na falta de criatividade e nos espaços concedidos na marcação para ficar apenas no empate por 1 a 1 contra o RB Brasil, no estádio Moisés Lucarelli, pelo Campeonato Paulista. O time abriu o placar com Borja, mas sofreu a igualdade ainda no primeiro tempo


A equipe do técnico Luiz Felipe Scolari sentiu a falta de ritmo do início da temporada. A lentidão demonstrada durante grande parte do jogo, assim como a satisfação do RB Brasil em empatar, deixaram a partida monótona. Após o empate como visitante, o Palmeiras terá chance de ganhar a primeira no Paulistão nesta quarta-feira, quando recebe o Botafogo, de Ribeirão Preto (SP), no estádio Allianz Parque, em São Paulo.


O Palmeiras jogou em Campinas em um estádio com a torcida alviverde em maioria. O time se sentiu em casa a ponto de controlar o ritmo da partida nos minutos iniciais com posse de bola, posicionamento avançado e bastante entrosamento. Surpresas na escalação, Gustavo Scarpa e Borja fizeram a jogada do primeiro gol, aos 13 minutos. O colombiano aproveitou cruzamento do colega para concluir de cabeça.


A vantagem fez o Palmeiras diminuir o ritmo e buscar controlar o adversário. O RB Brasil conseguiu se aproveitar de falhas na marcação do meio de campo adversário para avançar o time e passar a levar o perigo. Aos 34 minutos, Jobson aproveitou sobra na área para chutar cruzado e igualar. O empate fez o clube alviverde despertar e tentar pressionar no primeiro tempo.


Felipão mexeu no intervalo. Com Felipe Melo e Thiago Santos juntos, o time ficou lento e sem transição no meio de campo. Bruno Henrique entrou para corrigir esse problema. No ataque, o estreante Felipe Pires foi o substituto de Gustavo Scarpa para tentar dar ao time mais velocidade. Logo depois, após a torcida gritar por Deyverson, o atacante foi acionado.


As substituições deixaram o Palmeiras mais presente no campo adversário, mas sem a intensidade do começo de jogo. O RB Brasil também recuou e abandonou a postura incisiva do primeiro tempo, até porque o empate em 1 a 1 era um bom resultado. Nos minutos finais, a equipe alviverde até tentou pressionar mais o adversário. O gol da vitória quase veio nos acréscimos, em uma cabeçada de Deyverson.


Ficha técnica:


RB Brasil - Júlio César; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Rafael Carioca; Jobson, Uillian Correia, Pio e Everton (Deivid); Osman (Bruno Tubarão) e Ytalo (Roberson). Técnico: Antônio Carlos Zago.


Palmeiras - Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Bruno Henrique), Thiago Santos e Lucas Lima; Gustavo Scarpa (Felipe Pires), Dudu e Borja (Deyverson). Técnico: Luiz Felipe Scolari.


Gols - Borja, aos 13, e Jobson, aos 34 minutos do primeiro tempo


Cartões amarelos - Osman e Aderlan (RB Brasil); Luan (Palmeiras).


Árbitro - Luiz Flávio de Oliveira (Fifa).


Renda e público - Não disponíveis.


Logo A Tribuna