Medina é campeão do Challenger de Saquarema no retorno às competições após lesão

Tricampeão mundial conquistou a primeira vitória em Saquarema e a primeira do Brasil no evento

Por: Estadão Conteúdo  -  07/11/22  -  16:38
Medina na final em Saquarema —
Medina na final em Saquarema —   Foto: Divulgação

Gabriel Medina escolheu a Praia de Itaúna, em Saquarema, mesmo lugar onde lesionou o joelho no final de junho, para voltar a competir após quatro meses dedicados à recuperação, e o retorno foi triunfal. O paulista celebrou nesta segunda-feira o título da penúltima etapa do Challenger Series, disputada na cidade fluminense, após vencer o marroquino Ramzi Boukhiam na grande final. Antes, nas semifinais, superou o compatriota João Chianca, o Chumbinho, que luta por uma vaga na elite do surfe mundial.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


"Este final de semana foi incrível para o Brasil. A gente teve a Rayssa, a Rebeca, e graças a Deus aqui deu tudo certo", comentou Medina após a vitória, lembrando o final de semana de conquistas brasileiras em modalidades olímpicas, com o título de Rayssa Leal no Mundial de Skate Street e as medalhas de ouro e bronze de Rebeca Andrade no Mundial de Ginástica.


O Challenger tem sete etapas e garante aos seus dez primeiros colocados o acesso ao Circuito Mundial, mas Medina já estava garantido na elite, portanto não entrou na água preocupado com a classificação. O objetivo era apenas retomar o ritmo após o longo período parado. Mais do que isso, contudo, ele conseguiu a primeira vitória da carreira surfando na Praia de Itaúna e deu ao Brasil o primeiro triunfo em seis etapas desta temporada do Challenger.


"Fico feliz de ter vencido aqui, em um lugar onde poucos meses atrás eu me machuquei. Eu sabia que se eu trabalhasse e me dedicasse, o resultado iria vir. É isso, cada passo de uma vez, cada vez mais me superando. Esse foi o primeiro passo, eu quero voltar no WCT (Circuito Mundial) e conseguir a vitória", completou.


Na disputa da final, Medina abriu a bateria com um aéreo avaliado com nota 5,00 pelos juízes, mas não foi bem nas ondas seguintes, enquanto viu Ramzi Boukhiam somar um 7,00 e um 6,43. Quando o cronômetro contava os sete minutos finais, Medina perdia por 6,67 a 13,43 para o marroquino. O tempo, entretanto, foi o suficiente para reverter a situação. Conseguiu uma nota 7,17, jogou o adversário em uma onda ruim e alcançou a virada em seguida, ao anotar 6,50.


JOÃO CHUMBINHO


Antes de ser campeão, Medina fez um duelo brasileiro com João Chumbinho, irmão do surfista de onda gigantes Lucas Chumbo, e venceu por 10,87 a 10,50. Com a campanha em Saquarema, apesar da eliminação na semi, Chumbinho saiu da 18ª para a oitava posição do Challenger Series. Entre os dias 26 de novembro e 7 de dezembro, disputará a última etapa, em Haleiwa, no Havaí, em busca de confirmar a vaga no Circuito Mundial. Em 12º lugar, Michael Rodrigues também segue com chances de classificação.


Logo A Tribuna
Newsletter