Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Governo de SP descarta suspender o calendário do futebol por causa da pandemia

Decisão foi anunciada nesta quarta-feira (10)

Por: Do Estadão Conteúdo  -  10/03/21  -  19:01
Fifa ajudará federações durante a pandemia
Fifa ajudará federações durante a pandemia   Foto: S. Hermann & F. Richter/Pixabay

Os jogos do Campeonato Paulista e demais outros torneios de futebol não vão ser interrompidos em São Paulo por causa da alta dos casos de covid-19. Em entrevista coletiva nesta quarta-feira (10) no Palácio dos Bandeirantes, o governo do Estado afirmou que vai continuar a monitorar a situação e de acordo com os resultados, pode adotar medidas mais restritivas, como a suspensão do calendário.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Nos últimos dias, o próprio Ministério Público (MP) de São Paulo recomendou a suspensão de partidas de futebol para ajudar na redução do número de casos. Mas pelo menos por enquanto, a continuidade do Estadual não será afetada. "Não tomamos medidas em função de um setor ou outro. Temos de reduzir o contato entre as pessoas. Isso a gente faz ficando em casa. Tivemos um resultado positivo nesses primeiros dias de fase vermelha", disse o coordenador do centro de contingência da covid-19, Paulo Menezes.


O governo garante que apesar da situação de momento ser pela continuidade do calendário do futebol, isso não garante que a situação pode mudar. "Se for necessário (alguma intervenção), o governador vai anunciar isso assim que for conveniente", disse Menezes, que disse respeitar a posição do MP. "Essas recomendações do MP acompanham justamente a discussão de medidas que podem ser necessárias para o além do que já temos hoje para a fase vermelha", explicou.


Pela manhã, o governador de São Paulo, João Doria, fez uma reunião virtual com representantes do MP, da Federação Paulista de Futebol (FPF) e clubes. Em nota divulgada após o encontro, a FPF contou que na conversa, defendeu a manutenção das competições e se colocou à disposição do poder público para prestar novos esclarecimentos sobre o assunto.


A recomendação do MP para suspender o futebol e o fato de outros Estados terem tomado a mesma decisão haviam feito o governo paulista a desejar fazer o mesmo. No entanto, a posição da FPF e dos clubes de defender a manutenção do calendário pesou. Também nesta quarta, a CBF divulgou o resultado de estudos feitos ao longo da temporada 2020 e se posicionou que por ter uma rotina contínua de testes, os jogos de futebol são um ambiente seguro.


Logo A Tribuna