Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Goleiro cubatense vence Campeonato Brasileiro sub-20 com Atlético-MG

Jovem foi de vilão a herói na conquista da competição: cometeu uma falha importante no jogo, mas defendeu uma cobrança na disputa de pênalti

Por: Da Redação  -  26/01/21  -  13:25
Atualizado em 26/01/21 - 13:29
Criado em Cubatão, Gabriel começou a jogar futebol com apenas 5 anos
Criado em Cubatão, Gabriel começou a jogar futebol com apenas 5 anos   Foto: Divulgação/Atlético MG

O cubatense Gabriel Delfim sentiu na pele o que são os altos e baixos da vida de um goleiro. No domingo (24), após cometer uma falha importante no tempo normal da decisão do Campeonato Brasileiro Sub-20, o garoto de 18 anos defendeu uma cobrança na disputa de pênaltis e ajudou o Atlético-MG a derrotar o Athletico-PR e conquistar o título.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Após vencer o jogo de ida por 2 a 1, o Galo segurava o 0 a 0 que lhe garantiria o título no duelo de volta, em Curitiba. Já no fim da partida, Gabriel Delfim errou um passe para o zagueiro e acabou sofrendo o gol. O placar de 1 a 0 para os paranaenses levou a decisão para os pênaltis.
“Na hora, pensei em várias coisas. Mas procurei pôr logo a cabeça no lugar. E deu certo, defendi uma cobrança e ficamos com o título”, afirma. Os mineiros venceram a disputa de pênaltis por 5 a 4.


Início


Nascido em Cubatão, criado no Casqueiro, Gabriel Delfim começou no futsal do Aymoré, aos 5 anos. Em seguida, passou por Jabaquara, Portuguesa Santista e Santo André. Ele chegou ao Atlético-MG em 2017, no time sub-17, e agora está no time sub-20, o último degrau antes dos profissionais.


“Tenho facilidade em jogar com os pés por ter começado a carreira no futsal. Mas acabei cometendo um erro na final. Ainda bem que deu para recuperar”, afirma o garoto.


Para ter a chance de jogar a decisão, o cubatense contou com as peripécias do destino. Das 25 partidas disputadas pelo clube mineiro, ele atuou em seis. Inicialmente, entrou em campo porque Jean, o titular, foi puxado para o time de cima quando do surto de covid-19 enfrentado pelos comandados de Jorge Sampaoli. Já na reta final do Brasileiro, Gabriel entrou porque Jean sofreu uma fratura no nariz.


Descanso


Gabriel Delfim agora vai curtir uma semana de folga ao lado da família em Cubatão. Ao retornar para Belo Horizonte, o garoto vai começar a se preparar para a decisão da Supercopa do Brasil, que envolve o Atlético-MG, campeão brasileiro sub-20, e o Vasco, vencedor da Copa do Brasil Sub-20.


Logo A Tribuna