Recordista, atleta de Santos cai na água para o Campeonato Mundial de Natação de Surdos

Guilherme Maia, de 30 anos, deseja manter seu recorde mundial e dar visibilidade à comunidade surda no esporte

O corpo e a mente de Guilherme Maia, de 30 anos, estão focados no Campeonato Mundial de Natação de Surdos. O atleta santista cairá na água para a competição que reunirá, entre os dias 25 e 31 deste mês, 250 atletas de 29 países no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo. 

É no campeonato que ele tentará manter seu recorde mundial, conquistado na Surdolimpíada de 2017, em Samsun, na Turquia, quando venceu a disputa em 1min52 seg nos 200m nado livre. Mas Guilherme, que é considerado o melhor nadador surdo do Brasil, também tem outra meta com a potencial vitória: fortalecer e dar visibilidade à comunidade surda no esporte.

"No Brasil, geralmente o foco é no futebol, mas agora teremos um mundial de natação para surdos. Quero mostrar à comunidade surda, principalmente às crianças, que elas também podem participar de um esporte, para que todos vejam que somos capazes. É muito bom representar Santos no Mundial, porque minha família é daqui. Estou confiante e agradeço ao meu treinador pela motivação", disse o atleta, que tem apoio da Fupes desde 2018.

Guilherme está realizando os últimos preparativos para o Mundial. São duas horas diárias de treino na água, de terça a sábado, e mais preparação física de duas a três vezes por semana. No total, ele participará de seis provas. Treinador e amigo de longa data, seu 'xará' Guilherme Monteiro afirma que que o objetivo é reduzir o tempo nos 200m nado livre e garantir o ouro.

"Acreditamos que ele conquistará de duas a três medalhas, mas tomara que eu esteja errado e que a gente consiga mais", brincou. "Agora, no período pré-competição, ele vai descansar um pouco mais para chegar em sua melhor forma física", acrescentou o treinador, contando que são seis atletas brasileiros que participam do torneio mundial na capital paulista.

Tudo sobre: