EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

16 de Novembro de 2019

Monique Pontes disputa o Sul-americano de Longboard em Maresias

Surfista de São Vicente é um dos destaques do torneio que teve início na manhã desta sexta-feira (8), em São Sebastião

A surfista Monique Pontes treinou durante nove dias em Maresias - palco da etapa do circuito sul-americano Oi Longboard Pro, que teve início nesta sexta-feira (8), na tradicional praia de São Sebastião, no litoral norte.

Atualmente, a vicentina ocupa a nona colocação no ranking Sul-Americano e aproveitou a última semana para treinar intensamente com o experiente longboarder Carlos Bahia, local do pico, campeão 2017 da modalidade e revelador de vários talentos. O evento acontece paralelamente à prova Pro Junior e teve a primeira chamada às 8 horas desta sexta.

“Quero melhorar o posicionamento no ranking Sul-americano e por isso me “internei” aqui. Desde que cheguei em Maresias peguei todas as condições: pequeno, mexido e maior. Era um mar que me assustava bastante, mas agora posso falar que finalmente me sinto à vontade nestas ondas”, comenta Pontes.

Para ela, o trabalho com Bahia tem superado às expectativas. “Ele está me ajudando com a parte competitiva. No primeiro momento focamos em surfar Maresias, além da parte corretiva de manobras. Ele simula bateria, me ajuda a surfar como os juízes querem ver numa prova, focando em manobras que rendem boas notas”, explica.

De acordo com Monique, esse período de treino foi primordial. “Maresias é muito diferente de São Vicente e os treinos me deixaram com uma outra visão dessas ondas. Agora é ir para cima”, diz otimista, em busca de um bom resultado na prova.

Oi Longboard Pro tem o princípio da igualdade de gêneros, incentivado pela World Surf League. Em todas as etapas, a premiação da categoria feminina é a mesma oferecida para a masculina. 

Depois de Maresias, Monique segue para o Rio de Janeiro aonde disputa mais uma prova importante do calendário do pranchão, entre 15 e 17 de novembro. A segunda etapa do CBSurf Longboard Tour rola na praia da Macumba, zona Oeste do Rio, e distribuirá R$ 10 mil de premiação, entre os finalistas profissionais. Essa etapa será decisiva na definição dos campeões brasileiros 2019, além dos representantes no Pan-Americano e Mundial ISA de Longboard em 2020.

Estão em jogo títulos brasileiros em 12 categorias oficiais da Confederação Brasileira de Surf: Feminino: Sub 18, Open Pro-Am, Master (35+), Grand Master (40+), Kahuna (45+) e Grand Kahuna (55+); Masculino: Sub 18, Open PRO-AM, Máster (35+), Grand Máster (40+), Kahuna (45+) e Grand Kahuna (55+). 

Tudo sobre: