Vítor Pereira prega 'espírito de união' para Corinthians voltar ao G-4

A derrota por 2 a 0 para o Fluminense e o polêmico empate com o Goiás deixaram os corintianos em quinto lugar

Por: Estadão Conteúdo  -  30/10/22  -  08:08
 Vítor Pereira tem sido alvo de questionamentos semanalmente sobre a sequência de seu vínculo com o Corinthians
Vítor Pereira tem sido alvo de questionamentos semanalmente sobre a sequência de seu vínculo com o Corinthians   Foto: Divulgação/Instagram

Ainda com o futuro indefinido no Corinthians, o técnico Vítor Pereira faz questão de que o time termine a disputa do Campeonato Brasileiro entre os quatro primeiros colocados. A derrota por 2 a 0 para o Fluminense e o polêmico empate com o Goiás deixaram os corintianos em quinto lugar, com 58 pontos, mas o português confia na possibilidade de voltar ao G-4, desde que o "espírito de união" prevaleça nas quatro rodadas finais.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


"Vamos trabalhar até o fim com esse espírito, com o apoio da nossa torcida, com quem de fato está no futebol para servir o futebol, para melhorar o futebol, e estou convicto de que vamos conseguir nosso objetivo que é ficar no G-4", disse. "É o grande objetivo, os três pontos teriam sido importantes e não foi possível. Vamos seguir trabalhando unidos, confiantes, determinados, unidos com nossa torcida e vamos à luta", completou.


O duelo de sábado com o Goiás, encerrado em um empate por 0 a 0, foi marcado por muita indignação do Corinthians em razão da anulação por impedimento de um gol marcado por Yuri Alberto nos minutos finais do segundo tempo. As imagens e as linhas traçadas pelo VAR, liderado por Igor Junio Benevenuto de Oliveira, deixaram dúvidas sobre a decisão da arbitragem e geraram revolta nos alvinegros, tanto que o diretor de futebol Roberto de Andrade pediu a demissão de Wilson Seneme, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF.


Muito incomodado com a situação vivida em Goiânia, Vítor Pereira se disse preocupado com a arbitragem nas últimas rodadas do Brasileirão. "Acontece conosco e com outros jogos. Tem de ser motivo de análise. Trabalhamos, estamos todos cansados, estamos no final da época, os torcedores ajudam, e essa decisões vão matando aos poucos o futebol", comentou.


O Corinthians volta a campo às 21h30 da próxima quarta-feira, quando reencontra o Flamengo no Maracanã após o vice da Copa do Brasil. Em seguida, volta para São Paulo, onde recebe o Ceará na Neo Química Arena antes de ir para o Paraná enfrentar o Coritiba O último jogo da temporada será contra o Fluminense, em Itaquera.


Logo A Tribuna
Newsletter