Roni treina normalmente e Corinthians não tem mais infectados com a covid-19

Após quase 20 dias, Vagner Mancini pode contar com todo o elenco

O surto de covid-19 que assombrou o Corinthians no começo de março chegou ao fim nesta segunda-feira (22) com a volta do volante Roni aos treinos. Após quase 20 dias, o técnico Vagner Mancini finalmente tem o elenco todo à disposição.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços! 

De uma só vez, o Corinthians registrou 19 casos no dia 2 de março. Foram oito jogadores diagnosticados, além de 11 integrantes da comissão técnica e staff. Os goleiros Cássio e Guilherme, os laterais Fábio Santos e Fagner, o zagueiro Raul Gustavo, os meias Gabriel e Ramiro e o atacante Cauê foram os primeiros a testarem positivo.

O clube chegou a pedir o adiamento do clássico com o Palmeiras, mas acabou disputando o jogo. Logo depois, novos exames detectaram mais infectados: André Luís, Caíque França, Camacho, Lucas Piton, Roni, Ruan Oliveira e Xavier.

Todos já haviam trabalhado com o grupo na reapresentação de domingo. Restava Roni, ainda em quarentena e de volta nesta segunda pela manhã. Retornou sorridente e brincalhão, mostrando que o espírito do grupo é de alívio e felicidade.

Roni foi promovido ao time profissional por Dyego Coelho, mas voltou ao sub-23 na chegada de Mancini. Novamente subiu e é uma espécie de reserva de luxo, brigando para jogar com Camacho e Cantillo.

O Corinthians vem fazendo trabalhos físicos nessa volta aos treinos após dois dias de folga. Como o Paulistão está suspenso até o dia 30 de março, ao menos, o técnico ainda não pensa em ensaiar o time titular. Mas de e mostrar surpresas, com brigas por vagas do meio para a frente.

Tudo sobre: