Reforço do Corinthians, Léo Natel diz que espera para jogar 'valerá a pena'

Atacante chega ao clube gratuitamente, pois seu contrato com o São Paulo havia se encerrado em 30 de junho

Oficializado nesta quinta-feira como reforço do Corinthians, Léo Natel precisou esperar o fim do seu contrato com o São Paulo para trocar de clube. Além disso, está há mais de um ano sem entrar de campo - atuou pela última vez em 22 de maio de 2019. Mas toda essa espera "vai valer a pena". Ao menos foi o que prometeu o atacante em sua apresentação, em uma entrevista coletiva virtual.

"Desde maio do ano passado, quando voltei, não atuei em jogos oficiais. Retornei ao São Paulo, tive proposta para sair para fora do País, mas não houve acordo. Também propuseram uma renovação que não aceitei. Apareceu a chance de vir para o Corinthians, aceitei o desafio. Estava treinando em separado, sabia que poderia demorar, mas vai valer a pena para vestir essa camisa", afirmou.

O novo reforço do Corinthians chega ao clube gratuitamente, pois seu contrato com o São Paulo havia se encerrado em 30 de junho. Isso deve facilitar a sua inscrição no BID, mas seu aproveitamento no clássico contra o Palmeiras, na próxima quarta-feira, é improvável em função da inatividade.

Léo Natel assinou contrato até o fim de 2024 com o clube. O jogador, de 23 anos, deu seus primeiros passes no futebol fora do País, nas divisões de base do Benfica. Depois, ainda passou pelo São Paulo, onde se profissionalizou, além do Fortaleza e do cipriota APOEL, onde foi campeão nacional na temporada 2018/2019.

De volta ao São Paulo depois dessa experiência vitoriosa, vinha treinando em separado. Nas últimas semanas, em função do surto do coronavírus, permaneceu em Porto Alegre, onde realizava apenas trabalhos físicos.

Com a chegada de Léo Natel, o Corinthians espera repor uma perda recente, pois o ponta Yoni Gonzlez foi devolvido ao Benfica. Em busca de uma vaga no time dirigido por Tiago Nunes, ele precisará superar a concorrência de nomes como Janderson e Everaldo. Em sua apresentação, explicou que atua pelos dois lados do campo, mas possui uma preferência. "Pelo lado esquerdo, que é por onde tenho mais recursos", disse.

A troca de rival levou Léo Natel a ser bastante cuidadoso na sua apresentação, a ponto de evitar ao máximo citar nominalmente o São Paulo, time pelo qual só atuou profissionalmente uma vez. E deixou a claro a intenção de evitar falar sobre o passado no time tricolor. "O tempo que passei lá já se encerrou. A minha trajetória agora é aqui. Não tenho nada para falar", disse.

Tudo sobre: