EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

10 de Agosto de 2020

Fluminense derrota o Corinthians e obtém a vaga na Copa Sul-Americana de 2020

Com a derrota, o Timão estacionou nos 56 pontos, foi ultrapassado pelo Internacional, que venceu o Atlético-MG por 2 a 1, e encerra a sua participação na oitava posição do Brasileirão

O Fluminense derrotou o Corinthians por 2 a 1, neste domingo (8), na Arena Corinthians, em São Paulo, pela 38.ª e última rodada do Campeonato Brasileiro, e conquistou a vaga restante para a edição de 2020 da Copa Sul-Americana. O time carioca terminou a competição com 46 pontos, na 14ª colocação, três à frente do Botafogo, que empatou por 1 a 1 contra o Ceará.

Com a derrota, o Corinthians estacionou nos 56 pontos, foi ultrapassado pelo Internacional, que venceu o Atlético-MG por 2 a 1, e encerra a sua participação na oitava posição, classificado para as fases preliminares da Copa Libertadores.

O destaque da partida foi o atacante Evanilson, que marcou os dois gols do Fluminense no primeiro tempo. Artilheiro do Campeonato Brasileiro Sub-20, o atacante de 20 anos iniciou um jogo profissional no time titular pela primeira vez. Gustavo descontou para o Corinthians na etapa final.

A partida marcou ainda a "despedida" do técnico interino Dyego Coelho. Ele será substituído por Tiago Nunes, ex-Athletico-PR, contratado há um mês, que começará seu trabalho em janeiro. Em oito partidas no comando do Corinthians, Coelho conquistou três vitórias (Fortaleza, Avaí e Ceará), dois empates (Palmeiras e Internacional) e perdeu três vezes (Botafogo, Atlético-MG e Fluminense).

O Fluminense mereceu a vantagem parcial no primeiro tempo. De olho na última vaga para a Sul-Americana, o time carioca encarou o confronto com mais seriedade, demonstrou segurança no setor defensivo e eficiência nas oportunidades de gols criadas: das três chances reais que teve, colocou a bola dentro do gol de Cássio por duas vezes.

Sonolento, com dificuldades para encaixar a marcação e sem criatividade no setor ofensivo, o Corinthians escapou de uma derrota ainda pior na etapa inicial. Já classificado à Libertadores e sem maiores pretensões na tabela de classificação, o clube paulista demonstrou um futebol bem abaixo das últimas apresentações.

O primeiro gol do Fluminense saiu logo aos sete minutos. Após cruzamento de Nenê pela direita, Evanilson se antecipou a Marllon e, na linha da pequena área, tocou com o pé direito, vencendo Cássio. Aos 13, o time carioca quase ampliou, depois que Nenê cobrou escanteio e Nino, se aproveitando de uma desatenção da zaga corintiana, cabeceou com perigo sobre o travessão.

Mesmo em vantagem no placar, o Fluminense não abriu mão do ataque, esteve superior ao Corinthians e chegou ao segundo gol aos 27 minutos, com Evanilson mais uma vez e a interferência do VAR. Após receber passe de Marcos Paulo, o atacante acertou um belo chute no canto esquerdo de Cássio, que ficou estático no centro do gol assistindo a bola balançar as redes. O auxiliar chegou a invalidar o lance, anotando impedimento, mas após consulta ao árbitro de vídeo, o gol foi validado pelo catarinense Rodrigo D´Alonso Ferreira.

Insatisfeito com o futebol de baixo nível técnico apresentado pelo Corinthians, Dyego Coelho fez duas alterações no intervalo: sacou Júnior Urso e Carlos Augusto e colocou em campo Jadson e Lucas Piton, respectivamente. Com as alterações e uma mudança de postura, o time melhorou em campo, adotou um esquema mais ofensivo e empurrou o Fluminense contra o seu campo. Chegou três vezes com perigo e obrigou o goleiro Marcos Felipe a trabalhar.

Coelho ainda tirou o argentino Boselli e mandou Gustavo a campo. Quatro minutos depois de entrar no gramado, o Corinthians diminuiu a diferença, aos 17. Após bom cruzamento de Lucas Piton pela esquerda, Gustavo subiu mais que Igor Julião e cabeceou no canto direito, marcando seu 15.º gol na temporada.

Aos 31 minutos, o Corinthians teve um pênalti a seu favor, depois que Marcos Felipe derrubou Jadson dentro da área. Mas o lance foi anulado com a interferência do VAR, que anotou uma falta de Janderson na origem.

Até o final da partida, o Corinthians continuou em busca do gol de empate, mas não teve forças parar furar a defesa do Fluminense, que praticamente não atacou na etapa final e segurou a vitória.

Ficha técnica:

Corinthians - Cássio; Fagner, Marllon, Gil e Carlos Augusto (Lucas Piton); Gabriel, Júnior Urso (Jadson) e Mateus Vital; Janderson, Boselli (Gustavo) e Vagner Love. Técnico: Dyego Coelho (interino).

Fluminense - Marcos Felipe; Gilberto, Nino, Luccas Claro e Igor Julião; Yuri Lima, Daniel (Miguel), Caio Henrique e Nenê; Evanilson (Pablo Dyego) e Marcos Paulo (Wellington Nem). Técnico: Marcão.

Gols - Evanilson, aos 7 e 27 minutos do primeiro tempo; Gustavo, aos 17 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Gil (Corinthians); Nenê, Evanilson e Igor Julião (Fluminense).

Árbitro - Rodrigo D´Alonso Ferreira (SC).

Renda - R$ 1.771.788,90.

Público - 36.316 pagantes (36.972 no total).

Tudo sobre: