Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Antes fora dos planos, Bruno Méndez e Araos festejam nova chance no Corinthians

A dupla ganhou outra chance e agora festeja a sequência de jogos e o voto de confiança

Por: Do Estadão Conteúdo  -  07/02/21  -  23:17
Ángelo Araos e Bruno Méndez durante treino do Corinthians
Ángelo Araos e Bruno Méndez durante treino do Corinthians   Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Quando o Corinthians brigava pelo rebaixamento do Brasileirão, os estrangeiros do grupo estavam em baixa e, alguns, fora dos planos. Boselli foi embora e Bruno Méndez e Araos estavam encostados, já buscando novos ares. A dupla ganhou outra chance e agora festeja a sequência de jogos e o voto de confiança.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Com a lesão de Jemerson, Vagner Mancini não teve dúvidas em investir no uruguaio. A ponto de o clube nem pensar em segurar o ex-titular justamente para efetivar de vez Bruno Méndez. Ele comemora.


"Estou muito feliz por ter uma sequência de jogos", afirma o jogador. "Pela primeira vez faço quatro, cinco jogos seguidos, o que todos querem aqui, e estou muito contente."


Bruno Méndez não deixará o time tão cedo. Não apenas pela lesão de Jemerson, mas por ter se firmado e pelo espírito de luta em campo. A torcida já o aprovou por jamais desistir de um lance.


Araos participou dos dois últimos jogos após nem sequer ser relacionado numa série de partidas. Como o clube contava com seis estrangeiros, normalmente ele era o sacrificado. Ganhou vaga com a lesão de Cazares e a queda de produção de Mateus Vital. E foi bem, a ponto de receber elogios de Mancini, também pela entrega.


"Estou muito feliz com a oportunidade, porque quero mostrar que tenho vontade de jogar aqui. Esses jogos são bons para a gente mostrar que quer estar no Corinthians."


Na quarta-feira o Corinthians recebe o Athletico-PR e a dupla tem tudo para realizar mais uma partida. A vontade grande apresentada fez Mancini olhar para ambos com mais carinho.


Logo A Tribuna