Eleições 2020: Segurança segue sendo prioridade dos eleitores de Guarujá apesar da melhora nos dados

Estatísticas da Secretaria de Segurança Pública do Estado indicam leve queda em comparação aos últimos anos

A relação entre agentes nas ruas e queda nas ocorrências de criminalidade é direta. Quanto maior o planejamento e atuação preventiva, menores os índices de violência. Essa é a visão do coronel Cássio Araújo de Freitas, comandante da Polícia Militar na Baixada Santista. “Não só na região, como em todo o Estado, a Polícia Militar nunca atuou de forma tão certeira quanto neste período recente. Falando estritamente de Guarujá, a chave desse resultado tem sido as ações de visibilidade”.

Assine A Tribuna agora mesmo por R$ 1,90 e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos!  

A tática, segundo o comandante, consiste em posicionar os oficiais em locais estratégicos, nas vias mais importantes da cidade, buscando prevenir e combater os crimes patrimoniais e contra a vida. “O trabalho começa no planejamento. Para isso, contamos também com a parceria da Guarda Civil Municipal (GCM), que realiza ações complementares desonerando a PM de ocorrências leves, mantendo o foco do nosso efetivo para abordagens mais necessitadas”.

Entre roubos, furtos, latrocínios, homicídios, lesão corporal, estupro e tentativas, foram registradas 4.909 ocorrências de janeiro a agosto de 2020. No mesmo período de 2019, foram 5.899. Em 2018, 5.6 mil.

A longo prazo, a diferença torna-se mais perceptível. Na comparação entre 2019 e 2014, a taxa de homicídio doloso por 100 mil habitantes caiu de 10,06 para 6,27. Em relação aos furtos, os dados do ano passado apontam 576,3 a cada 100 mil habitantes enquanto em 2014 foram 729,3. Já o índice de roubo de veículos caiu em 57%: em 2019 foram 155 contra 361 na medição de 2014.

Freitas lembra, ainda, a importância do Boletim de Ocorrência. “Sabemos que muita gente deixa de registrar por falta de esperança em recuperar seus bens, mas reforçamos o pedido para que façam B.O. É o maior termômetro que a PM pode ter para saber se o trabalho está surtindo efeito. Quando o cidadão deixa de participar, ele está maquiando os dados da criminalidade e tornando mais difícil nosso trabalho estratégico”.

Dor de cabeça recente

Mesmo com a queda nos dados, o morador de Guarujá continua enfrentando situações de violência. O estudante Marco Antônio Germano de Souza, 18 anos, foi assaltado, agredido e teve sua bicicleta vandalizada no último mês de agosto. Por volta das 20 horas, retornando para casa, ele foi retirar a bike do bicicletário da Av. Marechal Deodoro da Fonseca, no Centro. Enquanto procurava pela chave do cadeado, foi abordado por dois homens, que o agrediram, retiraram corrente, carteira, celular e exigiram a bicicleta.

“Comecei a gritar em voz alta, esperando que alguém ouvisse e chamasse a polícia. Levaram meus pertences e fugiram. Fiquei lá pelo Centro e decidi ir caminhando até a delegacia. Nesse percurso, ouvi de longe a confusão de agentes capturando algumas pessoas no flagra, imaginei que fossem eles. Fiquei até as 4 da manhã na delegacia para registrar o B.O. e esperar que pudesse recuperar meus pertences”.

Sem maiores danos, Marcos foi convocado no fórum dias depois para reconhecer os suspeitos. “No dia que fui à delegacia, tinham muitos outros casos. A cada cinco minutos, chegava alguém”.

Respaldo da GCM

Os últimos dois anos foram de acréscimo de 54 novos agentes na Guarda Civil Municipal de Guarujá, totalizando 339 guardas na cidade. Também foi regulamentado o uso de arma de fogo pelo Decreto 12.381/2017, o que permite os atuais 204 agentes habilitados na equipe.

Vicente de Carvalho também ganhou uma coordenadoria da Guarda Municipal, localizada na Rua Cunhambebe, 500, funcionando 24 horas por dia.

Proteção à Mulher

Guarujá instituiu, em 2019, o Programa Guardiã Maria da Penha. A iniciativa é voltada à proteção de mulheres em situação de violência, por meio da atuação preventiva e comunitária da Guarda Civil Municipal, em um ano atendeu 121 mulheres. Fora isso, inaugurou no mesmo ano uma nova Delegacia da Mulher.

Tudo sobre: