Eleições 2020: São Vicente tem 124 eleitores com mais de 100 anos, segundo o TSE

Em meio à Covid-19, ausência dos idosos preocupa, enquanto parcela dos jovens é irrisória

Cidadãos com mais de 70 anos já não são obrigados por lei a comparecer aos postos eleitorais. Neste ano, com a pandemia do novo coronavírus, os riscos à saúde podem manter em casa até os idosos mais ativos.

Em São Vicente, numa situação hipotética em que toda a parcela acima desta idade desistisse de votar, a cidade perderia 25.751 dos seus eleitores, o que equivale a 10,2% dos 252.146 cadastrados atualmente no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Assine A Tribuna agora mesmo por R$ 1,90 e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos!  

Desses 10,2%, 15,6 mil estão entre 70 e 80 anos. Outros 7,1 mil na dezena seguinte, dos 80 aos 90. Entre os 90 e 100 anos, a cidade conta com 2,8 mil votantes. Os mais experientes, no entanto, com um século de vida, totalizam 124.

Jovens

Na outra extremidade dos isentos, estão menores de 18 anos. Em São Vicente, aqueles que pretendem exercer o direito do voto aos 16 e 17 anos somam 698 cidadãos (menos de 0,3%).

Aos candidatos a prefeito e vereador no município, o jeito é investir no público intermediário: os 225.697 eleitores com idade entre 18 e 70 anos. Com população estimada em 368,3 mil, a cidade concentra suas 854 seções eleitorais em duas zonas (177ª para quem vive na Área Insular e 340ª para moradores da Área Continental). A consulta do local de votação pode ser feita no site.

Solteiros são maioria

Disparados à frente dos casados, divorciados e viúvos, os solteiros somam 63,3% do eleitorado vicentino. Já a diferença entre mulheres e homens é pequena, com leve vantagem a elas (53,6%).

Computando por graus de instrução, a maior parcela é de quem completou o Ensino Médio (27,6%), enquanto os votantes de Ensino Superior somam 6,5%.

No pleito 2020, pouco mais de 2 mil moradores compõem o grupo de Pessoas Com Deficiência.

Planeje seu voto

As Eleições Municipais de 2020 acontecem nos domingos 15 e 29 de novembro. Em função dos planejamento para o cenário de pandemia, o horário (normalmente encerrado às 16 horas) será

ampliado para as 17h. Isso porque o período matutino está reservado para o público com mais de 60 anos, classificados como grupo de risco diante do novo coronavírus.

A biometria, que já constava para 94 mil eleitores de São Vicente, está suspensa este ano, para evitar ao máximo qualquer chance de contaminação.

Eleitores e mesários são obrigados a usar máscara durante toda a permanência, estes últimos tendo os equipamentos de proteção fornecidos pelo Governo Federal, que calcula 7,5 milhões de máscaras aos trabalhadores dos locais de votação – para que troquem duas a três vezes ao dia.

Ainda aos mesários, serão disponibilizados 1,8 milhões de proteções faciais (face shield) e 200 ml de álcool individualmente para higienização. Aos eleitores, mais de 1 milhão de litros de álcool estarão à disposição para antes e depois do contato com as urnas.

Tudo sobre: