Candidatos de Guarujá comentam estratégias a partir de resultados do IPAT

Atual prefeito e candidato à reeleição, político do PSB tem 57,7% de intenção de voto

Pouco mais de um mês após a primeira apuração do Instituto de Pesquisa A Tribuna (IPAT), a edição desta terça-feira (20) do jornal A Tribuna e versão digital de ATribuna.com.br trouxe a atualização das intenções de voto em Guarujá.  

Clique aqui e assine A Tribuna por apenas R$ 1,90. Ganhe, na hora, acesso completo ao nosso Portal, dois meses de Globoplay grátis e, também, dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

O atual prefeito e candidato à reeleição pelo PSB, Valter Suman, está isolado à frente, com 57,7% das intenções de voto na pesquisa estimulada. “É uma grande honra ver que a população reconhece o esforço da Administração para tornar Guarujá uma cidade melhor. Recebemos o resultado com humildade e seguimos trabalhando para entregar, ao final de 2020, uma cidade muito mais organizada, justa e pujante em relação à que encontramos”.  

Os próximos candidatos estão na faixa dos 2%, Miguel Calmon (PRTB), Dedé do Adélia (DEM) e  Magaiver (Pode).  

Para o democrata Dedé do Adélia, “não é fácil lutar contra a máquina mas, graças a Deus, aos poucos, nossos projetos estão sendo bem aceitos pela população e a população está entendendo que o Guarujá tem alternativa”.  

Já Magaiver, aposta nos eleitores indecisos e mantém expectativa. “Quando o atual prefeito foi candidato também não aparecia como favorito. Na eleição de 2008, a ex-prefeita Antonieta estava com 4% nas pesquisas e se elegeu. Então vamos continuar trabalhando, muitos ainda não decidiram seus votos, e vamos aguardar 15 de novembro, para o resultado das urnas”. 

Demais candidatos 

Na faixa de 0,5% das intenções de voto, estão André Guerato (PSDB), Sérgio Zangarino (DC), Luciana  Salituri (Patriota), Valter Batista (PSOL) e Rodrigo Barbosa (Republicanos).  

Diante dos dados, o tucano André Guerato comemora o resultado da primeira candidatura. “Satisfeitos com o trabalho desenvolvido pela nossa equipe, muito orgulhosos com o apoio das pessoas de bem e bastante estimulados a prosseguirmos, dia após dia, na nossa caminhada e na exposição dos nossos projetos. A lamentar, apenas, as gravíssimas ameaças de cunho político, que temos sofrido de determinados segmentos”. 

Para a patriota Luciana Salituri, a campanha é pautada no trabalho e contato direto com a população. “Nossa campanha não deixa de lado a população mais carente, nos morros e nas palafitas, onde a população infelizmente - ainda - não tem voz. Não mudaremos nossa estratégia em prol de resultados. Sejam eles quais forem. Nosso compromisso é com o cidadão de Guarujá. Dia 15 começa a mudança”.  

O candidato Sérgio Zangarino (DC) segue apostando no crescimento. “Comemoro a baixa rejeição, até pelo fato de nunca ter sido político. Minha expectativa é passar demais candidatos e conquistar uma vaga no segundo turno”.  

O republicano Rodrigo Barbosa mira os indecisos. “A ordem é seguir trabalhando para que nossas propostas alcance número cada vez maior de eleitores. Um ponto positivo é nossa baixa rejeição e, considerando margem de erro, há empate técnico entre os demais candidatos no segundo lugar”.  

Pelo PSOL, Valter Batista classifica a pesquisa como ‘retrato de momento’. “O resultado mostra que temos um cenário em aberto. Há muitos indecisos, e é aí que estamos atuando para tentar apresentar o projeto que acreditamos ser adequado a Guarujá. Nada está decidido, até que se realizem as eleições”. 

"Concordo que o atual prefeito esteja em primeiro e eu em segundo. Mas, a sensação que tenho no contato com as pessoas é que a diferença dele para mim e meu vice, Gilberto Benzi, nas intenções de voto não é tão grande quanto a pesquisa apurou. Nas ruas, nas comunidades, nos bairros mais humildes, há muita rejeição ao atual prefeito, que só investiu na praia, nos turistas, e abandonou Vicente de Carvalho e os pobres. Nossa campanha está na rua e vamos para o segundo turno”, diz Miguel Calmon, da coligação Com Fé em Deus e a Força do Povo (PRTB/PSL/PMN/PMB).

Procurado Giovani Vassopoli não respondeu à Reportagem.

Tudo sobre: